Publicidade
Nos palcos

Musical com bonecos para adultos aborda tema de crianças de abrigo

‘Vozes de Abrigo’: histórias fictícias e reais
‘Vozes de Abrigo’: histórias fictícias e reais (Foto: Gi Nicaretta)

O espetáculo Vozes de Abrigo da Cia Laica volta a se apresentar em Curitiba hoje, às 20 horas, depois de ampla circulação e sucesso de público. Será uma única apresentação e com acessibilidade em Libras, dentro da programação da Mostra Paraná de Teatro de Bonecos. O espetáculo será no Teatro José Maria Santos, com entrada gratuita.
A peça, com direção geral de Fábio Nunes Medeiros e música original de André de Souza, conta histórias fictícias e reais de crianças de abrigos, se utilizando das linguagens do teatro de animação e do espetáculo dramático musical. O espetáculo reconstrói histórias vindas basicamente de abrigos, e tem como perspectiva abrir caminhos para várias reflexões, especialmente sobre nossa responsabilidade perante a situação de abandono como fenômeno social de coparticipação. Além disso, a peça aborda outras formas de abandono e abrigo como elementos simbólicos.

“Entendemos que o espetáculo tem várias camadas, que chegam diferentemente para cada espectador, sobretudo pelo recurso de linguagem muito utilizado na peça, que é tanto a narrativa quando a metáfora como potencializadora da experiência leitora de cada um. Tivemos situações de pais chorarem e crianças rirem na mesma cena, bem como o inverso. Entre outras coisas, temos o interesse de expor o tema, de despertar no público a vontade de OLHAR O OUTRO, OLHAR PARA O LADO. E ainda, incitar a empatia e provocar o entendimento da necessidade que esse outro desencadeia para nossa existência, bem como da profundidade dos laços afetivos que se sobrepunham a outros laços interpessoais. Estamos muito felizes de voltar a apresentar em Curitiba, primeiramente por entender a extrema necessidade de discutir o tema, especialmente agora que vemos todos os dias crescerem os números de crianças, idosos e famílias inteiras nos sinaleiros pedindo ajuda em situação de abandono. E, em segundo, pela oportunidade de fazer o espetáculo com tradução em Libras, possibilitando o encontro com esse público, que também representa uma parcela de várias formas de abandono”. Fábio Nunes Medeiros

O espetáculo nunca teve a pretensão de ser virtuoso, mas sim generoso, humano. Acho que isso se deve ao espírito de acolhimento proveniente do tema, que foi se alastrando no processo e culminando na própria linguagem.

SERVIÇO:
Vozes de Abrigo
Onde: Teatro José Maria Santos (Rua Treze de Maio, 655. São Francisco¸ Curitiba).
Data: Única apresentação hoje, às 20 horas.
Quanto: Grátis

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES