Publicidade
Cosméticos

Natura confirma compra da Avon e cria grupo avaliado em US$ 11 bilhões

(Foto: Divulgação)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A fabricante brasileira de cosméticos Natura confirmou, em comunicado ao mercado, a compra da concorrente norte-americana Avon por aproximadamente US$ 3,7 bilhões (cerca de R$ 15 bilhões), criando um grupo avaliado em US$ 11 bilhões (cerca de R$ 44,5 bilhões). Os valores levam em conta o fechamento das ações na véspera.

A operação será feita por meio da troca de ações entre as duas companhias. A Natura vai controlar cerca de 76% do grupo, e o restante será detido pelos acionistas da Avon. A transação precisa ser aprovada pelos acionistas de ambas as empresas, bem como por autoridades de combate à concentração de mercado. A conclusão da operação é esperada para o começo de 2020.

Segundo o comunicado, este será o "o quarto maior grupo exclusivo de beleza no mundo", com faturamento bruto anual superior a US$ 10 bilhões, mais de 6,3 milhões de representantes e consultoras, 3.200 lojas, mais de 40 mil colaboradores e presença em cem países.

O comunicado divulgado pelas empresas não informa se as marcas Natura e Avon continuarão operando de forma separada, nem se haverá algum tipo de mudança em relação ao portfólio de produtos ou na relação com os consumidores.

Quando a Natura assumiu as operações da The Body Shop, as duas continuaram existindo de forma independente, sem a venda de produtos da Natura em lojas da Body Shop (ou vice-versa).

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES