Publicidade
Documentário

Náusea e dor foram guia para 'Democracia em Vertigem', diz diretora

(Foto: Orlando Britto/Divulgação)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em um primeiro momento, Petra Costa até tentou fazer um documentário objetivo. Mas logo desistiu: "Não colava bem, ficava frio". A opção por contar a história da crise política recente a partir da sua história familiar culminou no corte final de "Democracia em Vertigem", novo filme da diretora.

"Eu não sabia, antes de começar o filme, que era tão sofrido perder um projeto de país. O trauma e a dor da minha relação com a democracia foram meu guia nesse filme", disse Petra. A diretora debateu o documentário em evento organizado pela Casa do Baixo Augusta e pela Folha de S.Paulo, na segunda-feira (24).

LEIA REPORTAGEM COMPLETA NO BARULHO CURITIBA

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES