Publicidade

Nem Cássio acreditou em defesa em clássico: 'Achei que a bola tinha passado'

O goleiro Cássio voltou a brilhar com a camisa do Corinthians em um jogo importante. Foi graças a ele que o Palmeiras não conseguiu a virada sobre o rival no último minuto do clássico, válido pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro, que terminou em 1 a 1. Aos 49 minutos do segundo tempo, Deyverson acertou uma cabeçada no ângulo, mas parou nas mãos do camisa 12. Nem mesmo o autor do feito acreditou que conseguiu impedir o gol.

"Na verdade eu achei que a bola tinha passado, mas com minha envergadura consegui ajudar a equipe", confessou Cássio após o confronto. No papel de um principais líderes do grupo corintiano, o goleiro aproveitou para elogiar a atuação de todos seus companheiros.

"A gente é um grupo, uma equipe, é um tentando ajudar o outro. Não conseguimos a vitória, mas é um clássico, duas equipes que tiveram a oportunidade de sair vitoriosas. Não aconteceu, mas saio feliz pelo empenho e dedicação", reforçou. "O Palmeiras é qualificado. Buscamos as chances de ganhar a partida. Pontuamos porque todo mundo se dedicou e eu tenho que tentar fazer o meu melhor. Às vezes a gente faz gol, às vezes não consegue fazer".

Cássio também comentou as ameaças feitas pela principal torcida organizada do Palmeiras em protesto contra os jogadores e o técnico Luiz Felipe Scolari. "É lamentável, teve até coisas em tom de ameaça, mas não cabe a mim julgar. Não acho legal, não gostaria que acontecesse aqui, nem em nenhum clube, futebol é um ambiente legal, de família, tem que trazer coisas do bem".

Mesmo estando bem atrás na tabela de classificação em relação ao Palmeiras, o Corinthians entrou em campo com certo favoritismo, principalmente pelo ambiente conturbado vivido pelo rival. Para Cássio, no entanto, essa condição não existe em clássicos.

"Em 2017 pegamos uma situação favorita, que eles eram superiores, fomos e conseguimos ganhar. Clássico não tem favorito. Palmeiras sempre vai ser forte, temos que ter respeito e clássico todo mundo se equipara. Quem tem mais garra às vezes consegue a vitória", analisou.

O Corinthians volta a campo nesta quarta-feira, às 19h15, novamente em sua arena, onde encara o Goiás em jogo adiado válido pela sétima rodada do Brasileirão.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES