Publicidade
Saúde em Foco

Nervo ciático: o que é e como tratar

Ortopedista esclarece dúvidas sobre um dos problemas mais comuns em consultórios
Nervo ciático: o que é e como tratar

O nervo ciático é responsável por controlar as articulações do quadril, joelho e tornozelo e, também, os músculos posteriores da coxa e os músculos da perna. A lombociatalgia, mais conhecida como “dor no ciático”, é um problema causado pela compressão ou irritação desse nervo, que ocasiona a dor, queixa bastante frequente nos consultórios médicos.
Os sintomas de quem sofre com o problema normalmente incluem sensação de “queimação” ou dormência, dor acompanhada de choques intermitentes nas nádegas que se prolongam para baixo por trás ou pelo lado da coxa ou perna, entre outros. “O mais comum é uma dor que inicia na região lombar e irradia-se para a perna, podendo ter associado amortecimento, perda de força muscular e diminuição de reflexos”, comenta o ortopedista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Dr. Renato Raad.
O diagnóstico é feito inicialmente por meio de uma avaliação clínica. “Depois, solicitamos exames como raio x, tomografia ou ressonância magnética da coluna”, explica Dr. Raad. Em relação ao tratamento vai depender da gravidade do problema e se não houver perda de força muscular ou reflexos o tratamento segundo o especialista é mais tranquilo. “É feito com o uso de anti-inflamatório, relaxante muscular, analgésicos, fisioterapia e acupuntura e, caso os sintomas persistirem ou se agravarem durante o tratamento ou houver perda de força muscular e reflexos, pode-se indicar o tratamento cirúrgico”, avalia o ortopedista.
Prevenção 
Sedentarismo, obesidade, cigarro, idade mais avançada, esforços inadequados e encurtamento muscular são os principais fatores de risco. De acordo com o ortopedista, incentivar hábitos saudáveis - como controle de alimentação e peso; não fumar; praticar atividades físicas sem impacto, com ênfase em reequilíbrio muscular; e correção da postura - são cuidados essenciais para prevenção.

* Dr. Renato Raad é ortopedista do Hospital Nossa Senhora das Graças

DESTAQUES DOS EDITORES