Pandemia

No Dia da Saúde, hospital festeja duas mil vidas salvas da Covid

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, 2 mil pessoas internadas no Hospital Marcelino Champagnat devido ao coronavírus venceram a doença e puderam voltar para suas famílias desde o início da pandemia.

O hospital foi o primeiro a receber pacientes graves com Covid-19 no Paraná, com a internação do médico do SUS Jamal Munir Bark, que ficou 50 dias hospitalizado, 40 na UTI.

A informação foi partilhada pelo hospital para comemorar o Dia da Saúde, amanhã. O hospital destaca o esforço de todos os profissionais envolvidos.