No duelo dos artilheiros em má fase, Atlético-PR tenta fazer história

De um lado, Leandro Damião, atacante com passagem pela Seleção Brasileira que já marcou 89 gols com a camisa do Internacional e esteve na mira de grandes clubes europeus como Napoli, Tottenham e Barcelona. Do outro, Ederson, estrela ascendente do Atlético-PR e artilheiro do Brasileiro com 15 gols marcados. Promessa de gols para a partida da noite desta quarta-feira (21h50), na Vila Capanema, certo? Errado.

Os dois artilheiros vivem maus momentos em suas respectivas equipes. Damião, convocado pela última vez em junho deste ano por Felipão para o amistoso contra a Inglaterra, marcou apenas quatro gols em 22 partidas neste Brasileiro. No ano, foram apenas 12 gols em 44 jogos, pior média do atacante colorado desde que ele surgiu para o futebol, em 2010. O atacante ficou entre o dia 24 de julho e 6 de outubro sem marcar. Após o gol na vitória contra o Fluminense, já são quatro rodadas sem balançar as redes.

Já Ederson, embora seja artilheiro do Nacional, sofre com um incomodo jejum. A última vez que ele balançou as redes foi na derrota por 5 a 3 para o Vitória, pela 24ª rodada do Brasileirão. Já são cinco partidas como titular sem comemorar um gol, o que possibilitou aos adversários se aproximarem na luta pela artilharia do Brasileiro: Gilberto, da Portuguesa, e William, da Ponte Preta, estão com 14 gols cada.

Na luta pela vaga inédita, o Furacão precisará de seu artilheiro. Assim como o Internacional, que vive situação ainda mais delicada, já que fez investimentos muito mais altos que o rubro-negro e corre grande risco de, se não conseguir o título da Copa do Brasil, ficar de fora (novamente) da Copa Libertadores.

Desfalques


Para a partida desta quarta, Vagner Mancini não contará com sete jogadores: o lateral-esquerdo Pedro Botelho, o volante João Paulo e o meia Fran Mérida, suspensos. O atacante Marcelo, com dores musculares, deve ficar de fora, assim como o lateral-esquerdo Willian Rocha e o atacante Dellatorre, que se recuperam de lesão. O atacante Roger e o volante Bruno Silva não podem jogar por já terem atuado na competição por Sport e Ponte Preta, respectivamente.

Já no Internacional, Clêmer não contará com os volantes Ygor, Josimar e Bollati, além do zagueiro Índio e o meia Alisson, todos machucados.


Em Curitiba
Atlético: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Deivid, Zezinho, Everton e Paulo Baier; Douglas Coutinho e Ederson. Técnico: Vagner Mancini
Internacional:
Árbitro: Wilson Luís Seneme (SP)
Local: Vila Capanema, às 21h50