Publicidade
Série B

No jogo contra o vice-lanterna, Paraná Clube reencontra velhos conhecidos

Mansur
Mansur (Foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube vai a Sorocaba neste sábado (dia 17) para enfrentar o São Bento, às 11 horas da manhã, pela 16ª rodada da Série B. O tima paulista é o vice-lanterna da competição, com 13 pontos (três vitórias, quatro empates e oito derrotas). E vive péssima fase: só tem uma vitória nos últimos dez jogos.

O São Bento tem quatro jogadores com histórico recente no Paraná Clube. Um é o volante Vinícius Kiss, 31 anos, que ajudou na campanha do acesso de 2017, com 17 jogos e um gol. Outro que participou daquela campanha é o ponta Minho, 27 anos, com 22 jogos e 4 gols em 2017. Já o lateral-esquerdo Mansur, 26 anos, jogou em 2018, no ano do rebaixamento no Brasileirão, com 27 jogos e 1 gol pelo Paraná. O mais recente é o ponta Caio Rangel, 23 anos, que disputou apenas nove jogos pelo Paraná no primeiro semestre e acertou com o São Bento em julho.

Caio Rangel atuou como titular nas últimas três rodadas. Entrou também em outros dois jogos como substituto. Ainda não marcou gols ou deu assistências. Vinícius Kiss é titular e um dos destaques do time na competição, com dois gols em oito jogos. Mansur e Minho também foram titulares na maioria dos jogos, mas ainda não conseguiram se destacar pelo clube paulista.

O São Bento conta também com três jogadores que passaram pelo Coritiba: o zagueiro Wesley, 27 anos, revelado na base do clube paranaense, o zagueiro Luizão, 29 anos, que passou cinco temporadas no Londrina e teve uma rápida passagem pelo Coxa, e o meia-atacante Rodolfo, 26 anos, revelado pelo Flamengo e com passagem apagada pelo clube do Alto da Glória em 2015.

O artilheiro do clube paulista em 2019 é o centroavante Zé Roberto, 25 anos, ex-Bahia, com quatro gols em 12 jogos. Um dos destaques da equipe é o lateral Régis, 30 anos, ex-São Paulo. O jogador fazia em 2019 um tratamento contra o vício em cocaína e álcool, mas abandonou a clínica paga pelo São Bento e retornou para o Distrito Federal, para morar com a família.

ESCALAÇÃO
O Paraná, que não venceu nas últimas quatro rodadas, não terá o lateral-esquerdo Guilherme Santos, mais uma vez suspenso. Ele é o jogador mais amarelado da Série B.

A posição dele pode ficar com o lateral Juninho ou com o zagueiro Fernando Timbó.

No setor ofensivo, o centroavante Jenison e o ponta Bruno Rodrigues estão recuperados de lesões e retornam ao time. O lateral-direito Éder Sciola, que cumpriu suspensão na última rodada, também volta ao time. O volante Itaqui e o meia Matheus Anjos, lesionados, seguem em recuperação.

O técnico Matheus Costa vem adotando o esquema tático 4-2-3-1 desde o início da Série B. Fica a dúvida se ele suará dois volantes defensivos (Luiz Otávio e Luan) ou uma formação mais criativa, com Fernando Neto como volante. Nessa segunda opção, João Pedro passaria a ser o meia centralizado e Rodrigo Porto entraria como extremo pela direita.

SÃO BENTO x PARANÁ
São Bento: Gabriel Félix; Marcos Martins, Wesley, Guilherme Mattis e Mansur; Fábio Bahia; Pablo, Vinícius Kiss, Paulinho Boia e Caio Rangel; Rafael Silva. Técnico: Doriva
Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Bauermann, Rodolfo e Fernando Timbó (Juninho); Luiz Otávio e Luan (Rodrigo Porto); João Pedro, Fernando Neto e Bruno Rodrigues; Jenison. Técnico: Matheus Costa
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Local: Walter Ribeiro, em Sorocaba, às 11 horas

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES