Nos pênaltis, Brusque derrota o Ituano e faz a final da Série D contra o Manaus

Com acesso garantido à terceira divisão nacional em 2020, o Ituano ficou sem a vaga na decisão da Série D do Campeonato Brasileiro ao perder para o Brusque por 2 a 0, no tempo normal, e 4 a 3 nos pênaltis, neste domingo, no estádio Augusto Bauer, na cidade de Brusque (SC), no jogo de volta das semifinais.

O Ituano havia vencido a primeira partida por 2 a 0, mas não conseguiu segurar a vantagem e acabou eliminado. Na final, o Brusque vai enfrentar o Manaus, que eliminou a Jacuipense-BA no último sábado - venceu por 1 a 0.

Os dois times se enfrentam na decisão a partir do próximo final de semana em jogos de ida e volta. Por ter melhor campanha, o Manaus decide dentro de casa, na Arena Amazônia. Os semifinalistas já tinham garantido o acesso à Série C.

Com a bola rolando, o Ituano tentou jogar com o regulamento embaixo do braço e pouco foi ao ataque no primeiro tempo. Bom para o Brusque, que abriu o placar aos 17 minutos em cabeçada de Fio. O time catarinense manteve a pressão na segunda etapa e não demorou para fazer o segundo. Novamente aos 17, desta vez com Thiago Alagoano tocando na saída do goleiro.

O Brusque seguiu pressionando e teve a oportunidade de fazer o terceiro em cobrança de pênalti. Junior Pirambu cobrou no canto esquerdo e o goleiro Pegorari foi buscar. Na reta final da partida, os visitantes tiveram oportunidade de marcar em cabeçada de Adilson, que parou em Dida.

A vitória catarinense levou a decisão do finalista para os pênaltis. Léo Rigo e Luizinho desperdiçaram cobranças para o Ituano e os donos da casa levaram a vaga com a vitória por 4 a 3.