Publicidade
Fumaça e fogo

Número de queimadas cresce 57% em 2019 no Paraná

(Foto: Franklin de Freitas)

A cada hora e meia, em média, uma queimada é registrada no Paraná. Em 2019, esse tem sido o cenário com o qual o Corpo de Bombeiros tem se deparado. Antes mesmo do fim de março, as estatísticas do Sistema Digital de Dados Operacionais da corporação (SYSBM-CCB) apontam que o número de incêndios ambientais registrados neste começo de ano já supera o total do primeiro trimeste do ano passado.
Até o dia de ontem, às 15 horas (quando foi feita a consulta ao SYSBM-CCB), os bombeiros já haviam registrado em todo o estado um total de 1.306 ocorrências desse tipo. O número aponta para uma alta de 57,16% na comparação com os três primeiros meses de 2018, quando foram notificados 831 casos de incêndio em vegetação no Paraná.
Com a chegada do outono (que teve início no último dia 20) e a proximidade do inverno, a tendência é que, por conta da estiagem, haja um aumento nos focos de queimadas.
Desde janeiro de 2015, por exemplo, o Paraná registrou um total de 38.884 incêndios (média de 25 por dia). O mês de abril é o quarto com mais ocorrências, com 4.096 no período analisado (10,5% do total), enquanto maio fica em quinto lugar, com 2.478 registros (6,4% do total).
É no inverno (que neste ano se iniciará em 21 de junho e seguirá até 23 de setembro), contudo, que se concentram a maior parte das ocorrências: julho lidera, com 6.950 (17,9%), seguido por agosto (6.087 ou 15,7%) e setembro (5.927, ou 15,2%). Para evitar novos focos de incêndio, os bombeiros recomendam não jogar lixo em terrenos baldios, não soltar balões e não jogar bitucas de cigarro perto de rodovias, principalmente em regiões com mata. Além disso, caso alguém presencie outra pessoa colocando fogo sem autorização, deve ligar imediamente para o telefone 193 e fazer uma denúncia – há equipes disponíveis 24 horas por dia para atender as demandas.
“Provocar incêndios sem a devida autorização, seja em florestas ou em centros urbanos, é considerado crime ambiental, e pode gerar multa e detenção de até quatro anos”, afirma a capitã do Corpo de Bombeiros do Paraná, Rafaela Diotalevi.

Incêndios ambientais no Paraná

2019*: 1.306
2018: 8.854
2017:10.869
2016: 10.708
2015: 7.147
TOTAL: 38.884

* Até 25/03, às 15 horas

 

Incêndios ambientais por mês
(dados de janeiro de 2015 a março de 2019)

TOTAL: 38.884

Janeiro: 2.227 (5,72%)

Fevereiro: 2.004 (5,15%)

Março: 2.218 (5,70%)

Abril: 4.096 (10,53%)

Maio: 2.478 (6,37%)

Junho: 2.316 (5,96%)

Julho: 6.950 (17,87%)

Agosto: 6.087 (15,65%)

Setembro: 5.927 (15,24%)

Outubro: 1.443 (3,71%)

Novembro: 1.387 (3,57%)

Dezembro: 1.751 (4,50%)

 

Fonte: Sistema Digital de Dados Operacionais do Corpo de Bombeirosdo Paraná (SYSBM-CCB)

 

DESTAQUES DOS EDITORES