Publicidade
Festa

Parada LGBT de São Paulo terá 19 trios e shows de Iza, Gloria Groove e Alinne Rosa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com 19 trios elétricos e expectativa de público superior a três milhões de pessoas pela avenida Paulista e rua da Consolação, a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo acontece no próximo domingo (23).

O tema deste ano são os "50 anos de Stonewall", um conflito que aconteceu em 1969 em um bar nos Estados Unidos.  Foi a primeira vez que a comunidade LGBT se juntou para resistir aos maus tratos e violências sofridos e, por isso, a data se tornou um marco para o movimento LGBTI+.

Quem comanda a abertura da festa é a drag queen Tchaka, ao lado da madrinha da parada, Fernanda Lima. São esperadas também a presença internacional de Melanie C, ex-Spice Girls, e de Iza (no trio elétrico 13).

Neste ano, a Prefeitura de São Paulo investiu R$ 1,8 milhão em apoio ao evento, fora os incentivos da iniciativa privada. O patrocínio oficial, por exemplo, ficará por conta da empresa de carros por aplicativo Uber com seu trios elétricos de números 15 e 16.

Encorpando a festa, a Avon vai colocar um trio elétrico saindo do Masp às 14h com Aretuza Lovi, Luísa Sonza, Pocah e Glória Groove, esta última que vem ganhando notoriedade no cenário da música LGBTQ+.

A cantora, conhecida por hits como "Bumbum de Ouro", "Coisa Boa" e "Joga a Bunda", aposta no novo sucesso "Yoyo" produzido em parceria com a cantora Iza. Já Aretuza Lovi tem na lista várias hits como "Joga a Bunda", "Catuaba" e "Movimento". 

Mel C, Lexa e o grupo drag Sink the Pink também estão confirmados, nos trios elétricos 17 e 18.

LISTA NUMERADA

Para representar a causa gay, Mateus Carrillho é quem subirá ao trio. A causa trans estará presente por meio de Candy Mel; as lésbicas serão representadas por Bia Ferreira; o grupo de queer por Lia Clark; as pessoas agênero por Triz; e o gênero flúido por Dudu Bertholini, que será o mestre de cerimônias.

Os não-binários terão como representante Jaloo; os interssexuais por Dionne Freitas; assexuados por Cup; bissexuais com Karol Conká; panssexuais com Dríade Aguiar ; e polisexuais representados por Mulher Pepita. A atriz global Bruna Linzmeyer também marcará presença. Como aliada da causa, a cantora Alinne Rosa também vai se apresentar.

O efetivo de segurança será o mesmo do ano passado: 60 viaturas e 300 homens da Guarda Civil Municipal, 80 bombeiros civis e 540 seguranças privados.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES