Série B

Paraná Clube perde para o Operário e chega à 4ª derrota consecutiva

(Foto: Ernani Ogata)
(Foto: Ernani Ogata)
(Foto: Ernani Ogata)
(Foto: Ernani Ogata)
(Foto: Ernani Ogata)

O Paraná Clube perdeu por 1 a 0 para o Operário, nessa sexta-feira (dia 27) à noite, em Ponta Grossa, pela 24ª rodada da Série B. Com o resultado, o time da capital ficou em 14º lugar, com 29 pontos. A equipe do Interior está em 11º lugar, com 32 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool

Essa foi a quarta derrota consecutiva do time da capital. O técnico Rogério Micale completou sua 5ª partida no comando da equipe. Até agora, somou 4 derrotas e 1 empate.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Paraná Clube.

FASES
O Paraná Clube só somou uma vitória nas últimas 14 rodadas. O Operário tem três vitórias nas últimas nove rodadas. Com o técnico Matheus Costa, foram três vitórias, um empate e três derrotas.

DESEMPENHO
Em relação ao desempenho, o Paraná foi superior ao adversário na maior parte do tempo e teve três boas chances de gol. No entanto, teve péssimo desempenho nas finalizações e desperdiçou todas. O Operário teve fraca atuação, fez um gol de escanteio e não criou mais jogadas expressivas no setor ofensivo.

ESCALAÇÃO DO PARANÁ
As baixas no Paraná eram o volante Luan (suspenso) e quatro jogadores que testaram positivo para Covid-19: o volante Higor Meritão, os extremos Guilherme Biteco e Gabriel Pires e o zagueiro Philipe Maia. A novidade foi o goleiro Filipe, 22 anos, como titular. Ele vinha jogando com o time sub-23 no Brasileiro de Aspirantes, mas não atuava pela equipe principal desde março. Ex-titular, Alisson ficou no banco.

ESCALAÇÃO DO OPERÁRIO
O técnico Matheus Costa (ex-Paraná) não tinha o volante Leandro Vilela (ex-Paraná), suspenso. O ponta Douglas Coutinho (ex-Athletico-PR), o meia Jean Carlo e o volante Douglas Santos ficaram de fora por Covid-19. Outra baixa era o meia Clayton, lesionado.

PRIMEIRO TEMPO
Os primeiros 20 minutos foram dominados pelo Paraná, que tinha boa marcação na saída de bola e qualidade nas trocas de passes. O domínio quase rendeu um gol aos 7, com belo passe de Thiago Alves para Wandson, que chutou no canto. O goleiro salvou o Operário. Aos 25, o Operário perdeu Marcelo por lesão. Aos 29, Rafael Lima saiu contundido no Paraná. Entrou Salazar. O jogo ficou equilibrado na segunda metade do primeiro tempo. E o time da capital perdeu mais uma grande chance aos 42, quando Wandson acertou bom passe em profundidade para Thiago Alves, que saiu na cara do gol, mas chutou torto, para fora. O Operário praticamente não atacou na primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO
A qualidade do jogo caiu bastante no segundo tempo e a disputa ficou marcada por erros em todos os setores. Aos 16, entraram no Paraná o centroavante Bruno Lopes (ex-Santa Quitéria) e o ponta Andrey. O gol do Operário veio aos 18, em cobrança de escanteio de Tomas Bastos (ex-Coritiba) e cabeceio de Ricardo Bueno. Aos 22, saiu o volante Jhony Douglas e entrou o meia Vitinho. O time da capital perdeu mais uma grande chance aos 23, após jogada de Andrey e chute fraco de Bressan, livre na área. Aos 31, Juninho acertou um carrinho violento em Maranhã e correu o risco de ser expulso, mas acabou levando apenas amarelo.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Paraná somou 17 finalizações (3 certas), 51% de posse de bola, 80% de acerto nos passes e 5 escanteios. O Operário obteve 11 finalizações (2 certas), 49% de posse de bola, 81% de acerto passes e 7 escanteios. Os números são do site Sofascore.

OPERÁRIO 1x0 PARANÁ
Operário: Thiago Braga; Sávio, Bonfim, Ricardo Silva e Fabiano; Mazinho, Diego Cardoso (Maranhão, depois Pedro Ken), Marcelo (Rafael Chorão), Tomas Bastos e Thomaz (Jimenez); Ricardo Bueno (Schumacher). Técnico
Paraná: Filipe; Paulo Henrique, Rafael Lima (Salazar), Fabrício e Jean Victor (Juninho); Jhony Douglas (Vitinho) e Karl; Wandson (Andrey), Renan Bressan e Thiago Alves; Matheus Matias (Bruno Lopes). Técnico: Rogério Micale
Gol: Ricardo Bueno (18-2º)
Cartões amarelos: Thiago Alves, Jhony Douglas, Andrey, Juninho (P). Thomaz, Tomas Bastos (O)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Local: Germano Krüger, em Ponta Grossa

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
4 - Thiago Alves chuta de fora da área. A bola passa perto, ao lado.
6 - Escanteio. Marcelo tenta o gol olímpico. Filipe espalma.
7 - Contra-ataque. Thiago Alves dá belo passe em profundidade. Wandson sai na cara do gol e chuta no canto. O goleiro espalma.
37 - Diego Cardoso cruza rasteiro. Paulo Henrique tenta cortar e manda na canela de Ricardo Bueno. A bola quase entra no gol e passa perto, ao lado.
42 - Wandson puxa contra-ataque e enfia. Thiago Alves sai na cara do gol e chuta torto, para fora.

Segundo tempo
15 – Tomas Bastos puxa contra-ataque e invade a área, mas é desarmado por Jean Victor no último instante.
18 - Gol do Operário. Escanteio. Chorão cruza para o meio da área. Ricardo Bueno aparece livre e cabeceia.
23 – Andrey faz boa jogada e rola para a marca do pênalti. Livre, Bressan chuta no meio do gol. O goleiro segura.
30 – Tomas Bastos chuta de fora da área. Filipe rebate.
35 - Andrey lança para a área. Bruno Lopes cabeceia. O goleiro segura.