Publicidade
Série B

Paraná Clube pode ter força máxima na próxima partida

O esquema tático básico do Paraná Clube no início da Série B de 2019
O esquema tático básico do Paraná Clube no início da Série B de 2019 (Foto: Reprodução/This11)

O Paraná Clube pode ter todos os jogadores à disposição do técnico Matheus Costa para a próxima partida, que será no sábado (dia 11) às 19 horas, na Arena Pantanal, contra Cuiabá. O meia João Pedro, 22 anos, está recuperado da lesão que o tirou da última rodada. Ele voltou a treinar com o grupo nessa terça-feira (dia 7) e passa disputar posição com Matheus Anjos, Alesson e Ramon.

O treinador vem usando o esquema tático 4-2-3-1. Na estreia na Série B, escalou João Pedro (direita), Alesson (centro) e Ramon (esquerda) na linha de três do setor ofensivo. Alesson e João Pedro tiveram liberdade para revezar entre o centro e as beiradas do campo. Na segunda rodada, Matheus Anjos entrou no lugar de João Pedro e teve bom desempenho.

Matheus Costa só ainda não tem definido se poderá utilizar os volante Luan e Jhonny Lucas e o atacante Rodrigo Carioca. Os três já foram liberados pelos médicos, mas ainda fazem um trabalho específico na preparação física. A tendência é que comecem no banco de reserva quando estiverem 100%.

FORA DE FORMA
Luan, 30 anos, veio do Avaí e está há seis meses sem jogar.

Rodrigo Carioca, que atua como ponta ou como centroavante, esteve presente em cinco partidas em 2019. A última foi há três meses. O jogador, de 19 anos, é uma das revelações das categorias de base.

Jhonny Lucas, 19 anos, só ficou 39 minutos em campo em 2019. Sua última participação foi na vitória por 4 a 1 sobre o Cascavel, em 24 de março, quando ficou 10 minutos no gramado. O jogador passou parte do ano na Europa, na empreitada do clube para vender o volante por milhões de euros e reduzir a dívida.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO
A provável escalação para enfrentar o Cuiabá é Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Rodolfo, Eduardo Bauermann e Guilherme Santos; Luiz Otávio e Itaqui; Matheus Anjos (João Pedro), Alesson e Ramon; Jenison.

DESTAQUES DOS EDITORES