Publicidade

"Passaram a mão de novo aqui dentro", reclama goleiro do Palmeiras

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Jailson saiu enfurecido da derrota por 2 a 0 no clássico contra o Corinthians, neste sábado (24), e detonou o árbitro Raphael Claus ao deixar a Arena rival. O goleiro palmeirense cometeu pênalti em Renê Junior e acabou expulso no segundo tempo, em lance que complicou bastante as ambições alviverdes no jogo. "Vou ser punido, muito punido, mas tenho que falar: passaram a mão de novo aqui dentro, de novo", disparou o goleiro. Questionado sobre o lance, Jailson defende-se. "Foi pênalti onde? Eu acho que, sim, acertei ele [Renê Júnior], mas primeiro eu acertei a bola." O palmeirense acertou Renê Junior aos 15 minutos do segundo tempo, mas o lance seguiu, e a arbitragem só marcou a infração quando a bola saiu (confira o vídeo abaixo). Essa foi a grande reclamação do time alviverde, que reclama dos critérios de Raphael Claus. A irritação foi ainda maior porque, no primeiro tempo, uma falta em Lucas Lima não foi marcada em nome da vantagem, e os jogadores do Palmeiras já tinham se sentido prejudicados. "[No lance do] Lucas Lima, [o árbitro] não deu nada. Toda vez que a gente vem aqui [em Itaquera], é assim", reclama Jailson, em alto tom. "Passaram a faca na gente de novo." Após ter Jailson expulso, o técnico Roger Machado trocou Lucas Lima por Fernando Prass. Após vários minutos de reclamação, Jadson errou a cobrança e mandou para fora. Antes do final outro pênalti seria marcado a favor do Corinthians, e desta vez Clayson converteu para fechar o placar.

DESTAQUES DOS EDITORES