Publicidade
Sèrie B

Patrick Brey e Romércio foram os piores do Coxa no Paratiba. Confira as atuações

(Foto: Valquir Aureliano)

ATUAÇÕES DO CORITIBA

Rafael Martins (5,0)
Foram três chutes em seu gol e dois entraram. Mantém média ruim como profissional.

Diogo Mateus (6,0)
Alguns bons lances em cobrança de escanteio. Não teve culpa nos gols.

Romércio (5,0)
Cometeu o pênalti que resultou no 2º gol e praticamente matou a partida.

Sabino (5,5)
Líder da equipe em desarmes (5) e passes certos (65). Começo desatento.

Patrick Brey (4,5)
Os dois gols saíram nas suas costas, em jogadas pela direita do ataque paranista.

Matheus Sales (5,5)
Atuação fraca. Pouco conseguiu ajudar na marcação nos moments decisivos.

Juan Alano (5,5)
Apareceu bastante no jogo, mas faltou ser mais incisivo, fazer a diferença

Kelvin (4,5)
Entrou em campo? Porque não deu nem para perceber que ele jogou...

Thiago Lopes (6,0)
Entrou na volta do intervalo e melhorou o controle da bola pela equipe.

Giovanni (5,0)
Nulidade na armação e pouco ajudou na hora de o time se defender.

Igor Jesus (5,5)
Entrou na volta do intervalo. Teve poucas oportunidades de mostrar seu futebol.

Robson (6,0)
Jogador mais perigoso do Coritiba, principalmente no segundo tempo.

Rodrigão (5,0)
Teve pouco espaço para jogar e não conseguiu segurar tanto a bola no ataque.

Rafinha (6,0)
Entrou aos 28-2º e aumentou a criatividade da equipe.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES