Publicidade
Tinha um Figueira no meio do caminho

Figueirense arranca empate contra o Coritiba no Couto Pereira e impede time paranaense de entrar no G4

Alvinegro de Santa Catarina não sabe o que é perder para o Coritiba desde 2012. Já são sete jogos de invencibilidade
Figueirense arranca empate contra o Coritiba no Couto Pereira e impede time paranaense de entrar no G4
(Foto: Reinaldo Reginaldo)

No meio do caminho tinha um Figueira. Tinha um Figueira no meio do caminho.

Jogando no Couto Pereira, o Coritiba precisava de uma simples vitória diante do Figueirense no final da tarde/começo da noite deste sábado (23 de junho) para garantir seu retorno ao G4 da Série B. A equipe até saiu na frente, com gol de Alisson Farias, aos 44 minutos do primeiro tempo.

Mas tinha um Figueira. No meio do caminho tinha um Figueira.

E pela primeira vez na competição o time paranaense não conseguiu retribuir o apoio dos torcedores com os três pontos. No final, empate em 1 a 1, com Maikon Leite garantindo o empate dos catarinenses com um golaço aos 32 da etapa final.

Há três jogos sem vencer (uma derrota e dois empates), o Coritiba encerra a 12ª rodada da Segundona caindo para a sexta colocação e perdendo o 100% de aproveitamento como mandante. Com 19 pontos, o time paranaense está dois atrás do próprio Figueirense, 3º colocado, e do CSA, 4º.

Já o Figueira, além de se consolidar entre os líderes da Série B, mantém um jejum diante do rival alviverde. Já são seis anos sem perder para o adversário, com setejogos de invencibilidade (duas vitórias, ambas em 2014, e quatro empates pelos Brasileirões de 2014, 2015 e 2016, além do empate de hoje).


ESCALAÇÕES

No Coritiba, Eduardo Baptista decidiu manter o jovem atacante Pablo Thomaz, de 17 anos, como titular. Na onta a opção foi por Guilherme Parede em detrimento a Iago Dias, enquanto no meio de campo Simião ganhou a vaga que era do suspenso Vitor Carvalho.

O Figueirense, por sua vez, teve de lidar com uma série de desfalques importantes, experientes. Ficaram de fora orge Henrique (36 anos, ex-Corinthians), o goleiro Denis (31 anos, ex-São Paulo), o volante Zé Antônio (34 anos, ex-Paysandu e Atlético-PR) e o zagueiro Cleberson (25 anos, ex-Atlético-PR).


PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 20 minutos de jogo foram marcados pelo equilíbrio, com poucas chances de gol. O Figueirense arriscou em alguns chutes de fora da área e por pouco não abriu o placar logo aos quatro minutos, após falha de Leandro Silva ao tentar proteger a bola dentro da área. O Coxa avançava pelas laterais (principalmente a direita, com o ponta Guilherme Parede), mas não tinha criatividade pelo meio de campo e abusava do “chuveirinho” (foram 16 no primeiro tempo, o dobro com relação ao time adversário).

A partir do 25º minutos de jogo, porém, o Coxa conseguiu
controlar mais a partida, passando mais tempo no campo de defesa dos catarinenses. Com o volume maior de jogo, as oportunidades de gol começaram a aparecer e aos 45 minutos, após domínio errado de Pablo Thomaz, a bola sobrou para Alisson Farias abrir o placar e colocar os mandantes em vantagem.

SEGUNDO TEMPO

Logo na volta para a segunda etapa, Eduardo Baptista sacou o meia Yan Sasse e promoveu a entrada de Chiquinho. Com a vantagem construída, o time paranaense recuou e ofereceu campo para o adversário. O problema é que os contra-ataques não encaixavam, resultando numa enorme pressão dos visitantes na busca pelo empate.

Para tentar equilibrar novamente o time, aos 22 minutos o Coxa fez sua segunda substituição, com o veloz Iago Dias no lugar de Guilherme Parede. O Figueira fez sua primeira mudança quatro minutos depois, com o meia-atacante Maikon Leite substituindo o volante Abuda. Mudança ousada do técnico Milton Cruz que deu resultado: aos 32 minutos, o ex-jogador de Palmeiras e Atlético-PR recebeu livre na intermediária e chutou no cantinho para empatar a partida. Wilson não teve nem chance de chegar na bola.

Com o time precisando da vitória para chegar ao G4, Baptista apostou na entrada do meia Jean Carlos no lugar do volante Vinicius Kiss aos 37 minutos. Na sequência,os catarinenses responderam com as entrada do zagueiro Henrique Trevisan no lugar do lateral/ala João Paulo ae do atacante Juninho na vaga de Gustavo Ferrareis.


FICHA TÉCNICA

Coritiba
1 x 1 Figueirense

Coritiba: Wilson; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Alex Alves e William Matheus; Simião e Vinicius Kiss (Jean Carlos); Guilherme Parede (Iago Dias), Yan Sasse (Chiquinho) e Alisson Farias; Pablo Thomaz. Técnico: Eduardo Baptista
Figueirense: Alisson; Diego Renan, Nogueira, Eduardo e Lazaroni; Pereira, Abuda (Maikon Leite), João Paulo (Henrique Trevisan), Renan Mota e Gustavo Ferrareis (Juninho); André Luís. Técnico: Milton Cruz
Gols: Alison Farias (45-1º) e Maikon Leite (32-2º)
Cartões amarelos: Yan Sasse, Thalisson Kelven, Pablo Thomaz (C); João Paulo Gustavo Ferrareis, Pereira (F)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR), sábado (23/06) às 18h30

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo


2 – Cruzamento de Ferrareis e a zaga do Coxa afasta. Alisson Farias erra na saída de bola e é desarmado na intermediária. Diego Renan aproveita e chuta forte da intermediária, longe do gol.

4 – Leandro Silva protege mal perto da linha de fundo e perde para Renan Mota, que aciona André Luís dentro da área. O atacante chuta de primeira, perto do gol.

10 – Coxa chega pela direita. Guilherme Parede toca para Simião, que chuta de longe. Alisson segura.

12 – Guilherme Parede dribla o marcador na lateral, avança até a linha de fundo e cruza rasteiro para a chegada de Pablo Thomaz. Nogueira se antecipa e salva com um toque para a linha de fundo.

19 – João Paulo avança pela esquerda e cruza para a área. André Luís aparece livre na segunda trave e se estica todo para tentar o chute, mas não alcança.

21 – Leandro Silva tabela com Guilherme Parede, invade a área e vai ao chão após a disputa com Ferrareis. Lateral do Coxa reclama pênalti no lance.

27 – Ferrareis recebe de João Paulo, ajeita o corpo e chuta da entrada da área. A finalização sai fracca e Wilson segura.

28 - Depois do chute mascado de Yan Sasse, a bola sobra para Pablo Thomaz livre na grande área. Ele chuta mal e manda para fora, desperdiçando grande oportunidade.

33 – Bola cruzada na área do Figueira. A zaga afasta e no rebote Simião arrisca da entrada da área, mandando para fora.

34 – William Matheus passa por um marcador e cruza na primeira trave, na medida para Guilherme Parede chegar batendo. A bola passa perto do gol.

38 – Parede escapa pela direita e cruza para Alisson Farias, livre dentro da área, cabecear sem direção.

44 - Ferrareis recebe na área, dribla Thalisson Kelven e chuta forte, por cima do gol.

45 - Gol do Coritiba! Depois do tiro de meta de Wilson, Yan Sasse toca por cima para Pablo Thomaz. O atacante domina errado, mas a bola sobra para Alisson Farias bater na saída do goleiro.

47 – Guilherme Parede avança até a linha de fundo e cruza bonito. A bola bate, rebate na zaga e sobra para Pablo Thomaz chutar forte, no meio do gol. Alisson defende em dois tempos.

Segundo tempo

12 – Gustavo Ferrareis vê Wilson adiantado e chuta da entrada da área. O goleiro coxa-branca só olha e torce para a bola não entrar. E ela acaba saindo por cima do travessão.

14 – Lazaroni chuta de fora da área. A bola desvia na zaga e passa por cima do gol, com perigo.

17 – Ferrareis cruza fechado da esquerda e acaba mandando direto. Wilson faz a defesa em dois tempos após a bola chegar a quicar em cima da linha do gol.

22 – Cobrança de falta perigosa de João Paulo. A bola passa por cima do gol.

23 - Cruzamento de João Paulo. Ferrareis sobe livre na área e cabeceia sem força. Wilson segura.

28 – Iago Dias cruza forte para Pablo Thomaz, que se estica dentro da pequena área, mas não alcança a bola.

32 – Gol do Figueirense! João Paulo toca para Maikon Leite na intermediária. Com liberdade, o atacante ajeita o corpo, olha para o gol e bate no cantinho. Wilson se estica, mas não alcança a bola.

49 – Juninho arranca pelo meio de campo, invade a área do Coxa e chuta na saída de Wilson. A bola passa ao lado do gol.

DESTAQUES DOS EDITORES