Publicidade
Lançamento

Pela 1ª vez, livro reúne história do rock autoral em Curitiba

Ao receber o convite para se debruçar sobre as histórias da cena musical curitibana e transformá-las em um livro, o advogado e músico Eduardo Mercer sentiu que juntava a fome com a vontade de comer. Foram quatro anos de pesquisa, entrevistas e audições, remexendo nas lembranças de outros e nas suas próprias, até chegar às mais de 500 páginas de Uma Fina Camada de Gelo: O Rock Autoral e a Alma Arredia de Curitiba.
Primeiro título editado comercialmente sobre o tema, o lançamento foi ontem, na livraria Arte & Letra, com sessão de autógrafos, e hoje e amanhã no Jokers, com shows das bandas Maxixe Machine, Intruders, Krappulas, Tessália, Sr Banana & Black Maria e Relespública. Os shows começam cedo e os primeiros 150 que comprarem o livro junto com o ingresso pagam um valor promocional. Intruders e Sr. Banana (anos 90) e Tessália (anos 80) fazem shows especialmente para o evento, já que são formações que não estão mais em atividade. Os ingressos promocionais estão á venda pelo Sympla e no Jokers.
Mercer é um músico com passagens por várias formações, o que lhe garante uma dose de lembranças para costurar algumas passagens. Há quatro anos ele foi convidado a escrever sobre o início dos anos 90, período com muitas bandas em Curitiba, quando a cidade foi até chamada de ‘Seattle Brasileira’. Sem ter noção do tamanho da encrenca, aceitei, brinca Mercer. Me senti à vontade por conhecer muitas pessoas e o contexto, explica.
Logo de início, ele concluiu que não bastaria contar a história das bandas. Sempre soube da dificuldade para atingir outros mercados e até o mercado interno, mesmo com bandas da qualidade de Blindagem e BAAF. Já de saída percebi que essa problemática ia fazer parte do livro, conta. O epicentro da pesquisa foi o festival Curitiba in Concert, que aconteceu em dezembro de 1992, reunindo bandas de diferentes circuitos locais. Com a mão na massa, resolvi falar com Blindagem e me dei conta que, pelas mesmas razões, tinha que falar com o Beijo. Voltei um pouco e cheguei nas bandas matrizes A Chave e Contrabanda, esclarece ele, que acabou por fazer uma introdução à história da Música de Curitiba, relembrando o período anterior à cena que fomentou e gerou a produção dos 90’s. A linha de corte são bandas nascidas até 1996, embora tenham sido citados, eventualmente, artistas da novíssima geração, explica.
Mercer diz que deixou a voz para quem viveu a história contar. Tentei deixar de lado a minha visão e fiz o máximo para não me intrometer na obra, garante. Adoro pesquisar e aproveitei a desculpa. Muita gente me mandou material e vasculhei o facebook de todo mundo. Não quis provocar nada, nem ninguém. Só quis ser fiel aos fatos. Para ele, trata-se de uma obra coletiva, na qual ele apenas costurou os detalhes. Eles são os autores dessa história, finaliza.

Serviço
O que: lançamento do livro: Uma Fina Camada de Gelo: O Rock Autoral e a Alma Arredia de Curitiba.
Quando e Onde: Dias 26 (Maxixe Machine, Intruders, Krappulas) e 27/10 (Tessália, Sr Banana & Black Maria e Relespública),
Onde: a partir das 21h, no Jokers Pub (R. São Francisco, 164 )
Ingressos para os shows: R$ 30 (promocional 1 noite), R$ 70 (promocional 1 noite + livro), R$ 50 (promocional 2 noites) e R$ 90 (promocional 2 noites + livro). Os bilhetes à venda no Sympla e no Jokers. Serão disponibilizados 150 exemplares do livro por noite, para os primeiros compradores. Informações: https://www.facebook.com/FinaCamada/

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias