Publicidade
"Paciente"

Pinguim-de-magalhães que encalhou na Ilha do Mel está em tratamento no Centro de Estudos do Mar

(Foto: Divulgação/PMP-BS)

Debilitado pela migração sazonal da Argentina para o Brasil, um pinguim-de magalhães que encalhou na Praia do Ístimo, na Ilha do Mel, está em tratamento intensivo no Centro de Reabilitação e Despetrolização de Fauna Marinha da UFPR, no Centro de Estudos do Mar (CEM), em Pontal do Paraná, desde o último sábado (20).

O pinguim foi recolhido pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC), do CEM, que foi acionada pela Polícia Ambiental devido ao Projeto de Monitoramento de Praia da Bacia de Santos (PMP-BS).

Essa espécie de pinguim (Spheniscus magellanicus) tem comportamento migratório sazonal no início do inverno, quando se desloca ao longo da costa sul americana, a partir das regiões reprodutivas ao Sul da Argentina até as regiões de alimentação, localizadas no Sudoeste e no Sul do Brasil. Quando não localizam alimento durante o deslocamento, as aves ficam debilitadas e acabam encalhando nas praias.

O tratamento tem o objetivo de estabilizar a temperatura corporal do animal. Assim que isso ocorrer, o pinguim será reintegrado à natureza.

Quem avistar aves, tartarugas ou mamíferos marinhos no Litoral do Paraná pode acionar o PMP-BS através do telefone 0800-642-3341.

DESTAQUES DOS EDITORES