Publicidade
Atuba

Ponte de concreto na divisa de Curitiba e Colombo está quase pronta

Ponte de concreto na divisa de Curitiba e Colombo está quase pronta
(Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

Depois de quase quatro anos interditada, a ponte de concreto sobre o Rio Atuba, na divisa de Curitiba com Colombo, será concluída em breve, o que trará mais segurança para pedestres e motoristas que circulam pela Vila Esperança.

A nova ponte substitui a antiga estrutura de madeira. “Como a via é rota de linha de ônibus e de caminhões, a construção de uma ponte em concreto era urgente no local”, afirmou o prefeito Rafael Greca, que nesta quinta-feira (12/7) acompanhou o andamento dos trabalhos.  “A obra foi um compromisso assumido por mim com a comunidade da Vila Esperança.”

Acompanhado do vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, Eduardo Pimentel, o prefeito vistoriou também os últimos ajustes da ponte de concreto da Rua Aleixo Schluga, sobre o Córrego Buda, no bairro Santa Cândida. A ponte terá um vão útil de seis metros, será mais larga que a anterior, que tinha aproximadamente 4,5 metros.

Novas pontes
Segundo Pimentel, as duas novas pontes estão sendo feitas de concreto com as vigas e lajotas repassadas pelo governo estadual. Ao todo, serão cinco novas pontes de concreto construídas com a parceria. “Fazia sete anos que Curitiba não investia na construção de pontes de concreto, que são mais resistentes e garantem maior segurança”, disse ele.

Além da ponte no Atuba e do Santa Cândida, as vigas e lajotas repassadas estão sendo usadas para construção de pontes nas ruas Vitorino Kaviski (córrego Campina do Siqueira, no Campina do Siqueira), na 25 de Agosto (córrego Evaristo Veiga, Boqueirão) e na Mathias de Andrade Rocha (córrego Alto Boqueirão, Alto Boqueirão).

Histórico
A antiga ponte de madeira do Atuba, que ligava Curitiba a Colombo, foi destruída pela passagem de um caminhão, que caiu no rio em janeiro de 2016. O local estava interditado desde 2014, por não oferecer segurança para a travessia. A ponte que está sendo refeita fica na Rua Sebastião Gonçalves Pinto e terá 15,5 metros de extensão com 8,26 metros de largura.

A cabeceira da ponte será construída com auxílio da Prefeitura de Colombo. “Sem o apoio e o trabalho integrado com Curitiba não seria possível essa bela obra, que irá reintegrar essas duas comunidades”, afirmou a prefeita de Colombo, Beti Pavin.

Presenças
Acompanharam a visita a secretária do Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o presidente do BRDE, Orlando Pessuti; o secretário do Estado da Comunicação Social, Alexandre Teixeira; a administradora da Regional Boa Vista, Janaína Gehr; e o vereador Colpani.

DESTAQUES DOS EDITORES