Publicidade
No feriado

PR-445 será bloqueada no sábado para detonação de rochas

PR-445 será bloqueada no sábado para detonação de rochas
(Foto: Divulgação DER)

Os trabalhos para a duplicação da PR-445 entre Londrina e o distrito de Irerê, no Norte do Estado, continuam e os motoristas devem ficar atentos para uma nova interdição. Um trecho de um quilômetro será totalmente bloqueado no próximo sábado (17), entre 13h e 17h.

Desta vez, a interdição é necessária para detonação das rochas no entorno da rodovia, o que permitirá a duplicação das pistas. Os serviços serão executados entre os quilômetros 60 e 61, no segmento entre o posto de combustíveis Filhão e a pedreira Expressa.

Inicialmente, o procedimento estava programado para esta terça-feira (13), porém, devido à necessidade de remoção dos postes de energia elétrica foi adiado para sábado. As linhas de alta tensão serão retiradas para garantir a segurança das equipes de trabalho.

ATENÇÃO - O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) orienta os motoristas a procurarem rotas alternativas, já que nenhum veículo poderá transitar pelo trecho neste período. O tráfego será liberado somente após a limpeza da rodovia.

A movimentação de trabalhadores e máquinas será intensa. Por isso, os condutores devem ficar atentos à sinalização e respeitar os limites de velocidade para evitar acidentes. O local contará com sinalização indicando interrupção do trânsito e orientação de agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Caso chova, os serviços serão adiados.

A OBRA – A duplicação de 15,2 quilômetros da PR-445, entre Londrina e o distrito de Irerê, dá continuidade ao projeto de modernização da rodovia. A obra é realizada com recursos próprios do Governo do Estado e soma investimentos de R$ 93,4 milhões.

Os serviços começaram em junho e devem durar 24 meses. Os trabalhos estão na fase de terraplanagem e drenagem.

A obra vai melhorar as condições de tráfego, garantindo a segurança de motoristas, pedestres e ciclistas, além de contribuir com o desenvolvimento econômico e social da região.

DESTAQUES DOS EDITORES