Publicidade
Covid-19

Prefeito de Paranaguá anuncia escalonamento para funcionamento do comércio a partir da próxima semana

(Foto: Reprodução Facebook)

Marcelos Elias Roque (Partido Verde), prefeito de Paranaguá, anunciou um decreto 1940 de abril de 2020, onde faz o escalonamento para que o comércio volte a funcionar. Segundo o decreto anunciado nesta segunda-feira, 6, entra em vigor a partir da segunda-feira, dia 13, da próxima semana. "Nesta semana premenecem fechados todos os estabelecimentos, com excessão dos serviços essenciais e o decreto fala da retomada gradativa do comércio de forma escalonada, mas não estingue o isolamento social", afirmou Elias Roque em live direta na rede social Facebook,  na página da prefeitura de Paranaguá.

Segundo Elias Roque, o toque de recolher permanece em vigor, mas os estabelecimentos podem voltar a funcionar, desde que respeitem as regras definidas. Entre as principais medidas estão a proibiçao de que as pessoas circulem pela cidade sem o uso de máscaras de proteção. O veto é específico para o transporte público. Crianças de 0 a 12, acima de 60 anos, grávidas e lactantes devem ficar em casa em isolamento domicilar e, quando cirularem devem estar com máscaras, mesmo que sejam as artesanais feitas em casa. 

O decreto estabelece que os donos dos estabelecimentos comerciais abram apenas das 9 às 20 horas. Estabelece ainda o monitoramento diário de sinais e sintomas dos colaboradores, anotados em uma planilha.  Restaurantes e lanchonetes poderão funcionar até as 20 horas, sem self service, apenas como bufê, entrega no balcão e delivery nos finais de semana. Os espaços deverão funcionar dentro das regras de distânciamento.

Bancos para quem não tem cartão ou senha para pagamento de benefícios sociais, desde que a distância seja de 3 metros entre as pessoas. 

De acordo como decreto, os postos de combustível da cidade poderão voltar a funcionar no horário até as 21 horas. Eles devem obedecer o toque de recolher em vigor na cidade, das 21 às 6 horas. A excessão é para os postos às margens da BR-277, que estão liberados para prestar atendimento aos caminhoneiros, desde que respeitadas as regras para evitar aglomerações. 

O transporte coletivo, segundo Elias Roque, voltará a funcionar de segunda a sexta-feira, das 6 às 21 horas. "Durante os finais de semana não haverá transporte coletivo na cidade e o terminal rodoviário da cidade permenecerá fechado", disse o prefeito. 

Ficam ainda proibidas aglomerações, o uso de espaços públicos, como parques, praças, quadras, campos esportivos e ginásios. O decreto estabelece ainda o veto a aglomeração às margens da baia, visitação as ilhas do município. 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES