Publicidade
solidariedade

Presentes de alcance ampliado são tendência

Loja do Hospital Pequeno Pr\u00edncipe tem v\u00e1rias op\u00e7\u00f5es de lembran\u00e7as para o Natal
Loja do Hospital Pequeno Pr\u00edncipe tem v\u00e1rias op\u00e7\u00f5es de lembran\u00e7as para o Natal (Foto: Franklin de Freitas)

Fim de ano. Época de trocar presentes com amigos e familiares. Mas e se, além do dar um presente para alguém muito querido conseguíssemos ainda fazer uma boa ação e ajudar uma pessoa ou uma causa? Este gesto poderia significar o exercício do espírito natalino, que prega a solidariedade, e pode gerar “uma corrente do bem”.
Escolher um presente entre os itens de uma instituição que presta algum serviço social pode ser uma opção. Essa escolha teria o efeito de ampliar o gesto de dar um presente para alguém próximo. Ela seria capaz de fazer do gesto da compra uma força de ajudar alguém que precisa. 
Para isso, basta ficar de olho nas instituições filantrópicas, como casas de repouso, hospitais, etc e nas redes sociais que, costumam realizar bazares ou outras atividades para levantar fundos para a compra de presentes ou de itens para a preparação da ceia de Natal. 
A lojinha ao Hospital Pequeno Príncipe, por exemplo pode ser um destino para quem quiser comprar uma lembrança de alcance “ampliado”. Na lojinha online dá para pesquisar e escolher o que se quer. Apenas alguns itens não têm a pronta entrega, como por exemplo, avental do kit jardinagem infantil vendido a R$ 26. 
Mas há opções a partir de R$ R$ 6, caso do imã do Pequeno Príncipe, marcador de página R$ 9, camisetas R$ 34, aventais gourmet adultos R$ 40, bolsas de pano R$ 32, e PVC, por R$ 34, estojos R$ 14, fresbbe R$ 16, bonecas de pano a partir de R$ 10, e chaveiros R$ 8. 
Outro lugar que oferece essa opção de “presente ampliado” é a associação Reviver Down. Pela página da associação na Rede Social facebook é possível encomendar agendas para 2019. Cada uma custa R$ 30 e os valores são revertidos para a associação.
Uma outra forma é participar dos diversos bazares organizados nesta época do ano. Um deles será neste fim de semana, o Bazar do Bem, no Dalat Café, na Rua Antônio Grade, 560, no bairro Vista Alegre, quase na frente da escola de natação Gustavo Borges. No local estarão à venda artigos para pets e a renda será revertida para animais resgatados e que precisam de cuidados. 
Tempo
Quem ainda tiver um pouco de tempo também pode doar. Para isso, basta separar um dia para visitar alguma instituição. Mas é importante, antes de ir ligar para saber como funciona cada casa, bem como os horários e regras para visitas
A administradora de empresas Erika Tatiana Darin, 45, por exemplo, participa de vários programas, um deles de visita e contação de histórias para as crianças internadas no Hospital Pequeno Príncipe. “O que me motiva é o amor ao próximo, é muito fácil amar quem está perto, mas amar quem você não conhece, quem não é de sua família, faz com que o amor tenha mais força em movimento”, explica.
Ela conta que desde criança sempre foi incentivada a ajudar os outros. “Visito crianças em hospitais para brincar com eles e dar forças para os familiares, visitei muitos asilos, faço captação de alimentos e de medicamentos para suprir as necessidades de quem não pode comprar, sou doadora de sangue”, diz.

DESTAQUES DOS EDITORES