Publicidade
Dinastia

Primo da rainha Elizabeth 2ª terá primeiro casamento gay da realeza britânica

Primo da rainha Elizabeth 2ª terá primeiro casamento gay da realeza britânica
(Foto: Divulgação)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - São novos tempos até mesmo para a família real do Reino Unido, instituição conservadora que costuma se manter neutra no que diz respeito a assuntos políticos.

Isso porque um primo distante da rainha Elizabeth 2ª, que se assumiu gay em 2016, protagonizará o primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo da realeza britânica.

Descendente direto da rainha Vitória (1819-1901), o lorde Ivar Mountbatten, 55, anunciou, em entrevista ao tabloide Daily Mail, que irá se casar em setembro com o namorado, o diretor de serviços aéreos James Coyle.

Foi ele quem motivou Mountbatten a assumir sua homossexualidade, depois que os pombinhos se conheceram em uma estação de esqui na Suíça.

A cerimônia, que será pequena, para 120 amigos e familiares, deve acontecer na capela de sua propriedade em Devon, no sul da Inglaterra.

"Eu não preciso me casar, porque eu já fui casado, tenho filhas maravilhosas, mas eu quero fazer isso porque eu acho que é importante para James. Ele não teve a mesma estabilidade que eu e eu quero poder dar isso a ele", disse Moutbatten ao Daily Mail.

O membro da família real foi casado durante 16 anos com Penelope Anne Vere Thompson, a quem ele chama carinhosamente de Penny. Os dois tiveram três filhas - de 15, 20 e 22 anos - e estão divorciados desde 2011.

Mas engana-se quem acha que Penny não se animou com o novo casamento do ex: ela será responsável por levá-lo ao altar.

"Foi ideia das meninas", explicou a britânica. "Faz com que eu fique muito emocionada."

Amigo próximo do filho mais nova da rainha, o príncipe Edward, Moutbatten diz que o caçula de Elizabeth 2ª está animado para a união. "Infelizmente ele e a esposa não vão poder comparecer à cerimônia, porque suas agendas são feitas com meses de antecedência, mas eles adoram James. Todos adoram."

Com o casamento, a família real terá um impasse em suas mãos: de acordo com a legislação britânica, quando um lorde se casa, sua esposa recebe o título de lady. Mas as leis não dizem nada sobre matrimônios gays.

Atualmente, há uma proposta no parlamento que dá a parceiros homossexuais os mesmos direitos em relação aos heterossexuais. Se a medida for aprovada, James Coyle receberá o título de lorde.

DESTAQUES DOS EDITORES