Publicidade
Injúria Racial

Professora é acusada de dizer a aluno que ele "veio de um navio negreiro"

Uma professora de biologia que dá aulas numa escola estadual de Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná, foi indiciada nesta sexta-feira (24 de maio) por injúria racial. Segundo a Polícia Civil, ela teria ofendido um aluno negro, de 15 anos, dizendo que ele não teria "direito de falar nada, você veio de um navio negreiro".

A ofensa foi proferida durante uma aula ministrada a uma turma do primeiro ano do Ensino Médio, no início de abril. Na ocasião, a professora falava sobre as origens dos brasileiros.

Desde então, diversos alunos, o adolescente ofendido e também a professora suspeita foram ouvidos pelos investigadores. Além da própria vítima, outros dois estudantes confirmaram que ela teria dito a frase "você não tem o direito de falar nada, você veio em um navio negreiro".

Agora, o documento com o inquérito apurado pela Polícia Civil será encaminhado ao Ministério Público do Paraná. Se denunciada e condenada por injúria racial, que é quando uma pessoa ofende alguém em razão de raça, cor, etnia, religião ou condição da pessoa idosa ou com alguma deficiência, a mulher pode pegar de um a três anos de prisão e ainda ser obrigada a pagar uma multa.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES