Publicidade
Assembleia

Professores de universidades particulares de Curitiba descartam greve por enquanto e abrem negociação

(Foto: Geraldo Bubniak/)

Em assembleia virtual realizada na tarde desta sexta (10), professores das universidades particulares de Curitiba descartaram uma greve imediata em resposta à onda de demissões nas instuiçõe. Segundo informações da assessoria do Sindicato dos Professores de Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana (Sinpes), ficou decidido que a categoria vai abrir negociação com o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Sinepe-PR) para parar as demissões e garantir condições adequadas de trabalho.

Os professores têm até o dia 17 para enviar propostas ao Sinpes, que vai criar uma proposta coletiva para ser apresentada ao sindicato patronal. Entre as propostas já incluídas, estão a divulgação dos critérios para demissões, transparência de dados e estabalidade durante e pós pandemia do Covid 19.

Leia mais no Barulho Curitiba

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES