Publicidade
Inovação

Coworking chega ao setor de beleza em Curitiba: privacidade e preço melhor

Coworking para beleza é bom para o profissional e para o cliente, que tem privacidade
Coworking para beleza é bom para o profissional e para o cliente, que tem privacidade (Foto: Franklin de Freitas)

A maquiadora Jéssica Pfaffenzeller tinha o mesmo dilema de muitos profissionais autônomos da área de beleza e estética: sem um espaço próprio e sem trabalhar de maneira fixa em um salão, atendia suas clientes a domicílio, mas muitas não tinham um local com iluminação apropriada. Quando atendia na bancada coletiva de um salão parceiro, pesavam a falta de privacidade para a cliente e os 30% devidos ao estabelecimento. 

A hora da virada aconteceu quando Jéssica deixou de maquiar uma noiva por falta de espaço adequado. Foi aí que a jovem, de 25 anos, e seu noivo, Edson Schmitz Casas, de 28, tiveram a ideia de criar um coworking exclusivo para profissionais de beleza. E nasceu o Spa de Beauté, um ambiente de trabalho compartilhado dedicado ao público feminino.

Ao contrário da maioria dos coworkings que disponibilizam mesas em espaços coletivos, o Spa de Beauté oferece como diferencial o aluguel de salas privativas totalmente equipadas para a realização de procedimentos estéticos, alugadas por hora. Ele é o primeiro e único coworking de beleza em Curitiba que funciona nesses moldes. “Locamos a sala inteira para oferecer conforto, exclusividade e atendimento personalizado”, diz Casas, que é diretor executivo do estabelecimento.
A tranquilidade do ambiente privativo também é um diferencial. “Percebemos que o mercado da beleza está migrando dos salões por causa do barulho. O cliente final está prezando por um atendimento personalizado, ele quer ter um momento relax, só dele, como uma terapia”, conta o empreendedor.

Aumento de lucro
Um atrativo importante para os profissionais é o quesito financeiro. “Comparado a salões e estúdios que cobram porcentagem sobre os serviços, o aluguel da sala permite que o profissional lucre, em média, 30% a 35% a mais”, afirma Casas. “Devido ao ambiente e atendimento qualificados, os profissionais têm a possibilidade de aumentar o ticket médio de seus serviços.”

Serviço de recepção está incluído no aluguel das salas

Jéssica, que atua na área estética há sete anos, acredita que os profissionais têm mais facilidade de gerir suas finanças trabalhando em um coworking. “Aqui, o profissional sabe exatamente o quanto vai gastar e qual será o seu lucro”, aponta. “Eu vejo que este mercado está crescendo, principalmente para os profissionais que já tem um espírito empreendedor, porque este tipo de parceria exige proatividade na busca por clientes.”

Inaugurado em julho, o casarão de 440m² que abriga o Spa de Beauté tem localização privilegiada, em frente ao principal cartão-postal da capital paranaense, o Jardim Botânico. Cerca de 50 profissionais já passaram por ali, tanto para atendimentos como para ministrar cursos de estética — o local conta com um auditório e uma sala para aulas práticas.

A casa tem duas coworkers fixas: Jéssica, que também ministra cursos sobre estética, e a biomédica Roberta Christóforo, que realiza procedimentos de tratamento capitar, lifting e aplicação de botox, entre outros. Para Roberta, o principal diferencial do Spa de Beauté é o atendimento individualizado. “Ao contrário dos salões de beleza e clínicas de estética tradicionais, aqui eu tenho um espaço exclusivo. Todos trabalham em parceria, não temos concorrência aqui dentro”, expõe.
Spa de Beauté
O Spa de Beauté um coworking voltado para profissionais autônomos de beleza e estética de Curitiba. Localizado em frente ao Jardim Botânico, o espaço de 440m² oferece locações de salas para cursos e atendimentos. Os coworkers contam com espaços privativos, climatizados e equipados com o que há de melhor em qualidade e design. Saiba mais em https://spadebeaute.com.br

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES