GENTE DE BEM

Projeto solidário oferece orientações de saúde bucal para a população de Curitiba

Projeto já atendeu mais de 5 mil pessoas desde o seu início, em 2016
Projeto já atendeu mais de 5 mil pessoas desde o seu início, em 2016 (Foto: Frankin de Freitas)

O segundo semestre de 2022 começa com uma oportunidade e uma esperança para os curitibanos que não conseguiram manter a rotina de cuidados com a saúde bucal em meio à pandemia do novo coronavírus. É que desde a última segunda-feira foram retomadas as atividades do projeto Expedição Novos Sorrisos, organizado pela Neodent com o objetivo de levar consultas e orientações para regiões mais vulneráveis do Brasil.

Numa primeira etapa, a unidade móvel do projeto atenderá a comunidade Augusta B, que fica no entorno das fábricas da Neodent, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Depois a clínica odontológica móvel seguirá para a Vila Capanema, se instalando no estádio do Paraná Clube para atender a comunidade daquela região.

“Ficamos duas a três semanas em cada lugar e quisemos fazer a primeira parada dessa etapa da expedição por sermos curitibanos, por achar justo que a primeira cidade a receber o projeto seja Curitiba”, explica o dentista e coordenador de Responsabilidade Social da Neodent, João Piscinini. “Depois vamos para Pato Branco em agosto, devemos visitar ainda mais uma cidade do Paraná e, se tudo der certo, vamos para outros estados ainda neste ano, como Mato Grosso do Sul e São Paulo. E ano que vem começar viajando direto para outros estados, com objetivo de visitar todas os cantos do país”, complementa.

Nessa primeira etapa da iniciativa, que segue até o dia 8 de julho, os interessados em receber orientações odontológicas devem agendar as consultas após a realização de um cadastro inicial - por telefone ou WhatsApp, no número (41) 99166-3504, pela internet ou presencialmente - e apresentar a carteira de identidade e o CPF.

Em seguida, serão atendidos por profissionais para uma avaliação e orientação sobre saúde bucal e outros tratamentos, como implantes dentários. Menores de idade poderão receber atendimento desde que acompanhados por um responsável.

Na comunidade Augusta B, o projeto conta com a parceria importante da Valentini, empresa vizinha que forneceu o espaço físico para o estacionamento da carreta, além do uso de água, luz e segurança do local.

Criado em 2016, o projeto já devolveu sorrisos para milhares de pessoas em todo o país por meio de atendimentos realizados pelo grupo de trabalho que viaja com a Expedição, em parceria com profissionais voluntários das cidades visitadas. Ao todo, mais de 5 mil pacientes e 200 voluntários já participaram da ação, que percorreu mais de 11 mil quilômetros passando por 30 cidades de norte a sul do país.

“Tivemos uma pausa no projeto em 2020 por conta do início da pandemia, mas, nesse período, conseguimos avaliar a importância que essas consultas e esclarecimentos têm na vida das pessoas, principalmente aquelas em vulnerabilidade social. A saúde bucal foi um dos cuidados mais afetados, muito pelo custo das consultas, mas também pelo medo na questão da segurança dos atendimentos”, comenta Piscinini.

Falta de acesso motivou criação da iniciativa

A retomada da Expedição acontece, coincidentemente, no mês que foi iniciada a terceira edição da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal. O levantamento epidemiológico deve coletar dados da população em 422 municípios. Os números da última pesquisa, de 2010, já traziam um cenário preocupante: mais de 3 milhões de idosos precisavam de prótese total e outros 4 milhões em pelo menos uma das arcadas dentárias. “O acesso ao consultório odontológico no Brasil ainda é muito precário. Cerca de 22% das crianças, 9% dos adultos e 20% dos idosos nunca tiveram acesso ao dentista, e foi essa realidade alarmante que nos impulsionou a criar o projeto”, reforça João.

Inicialmente realizada dentro de um trailer, a Expedição ganhou uma nova casa, uma carreta, que trouxe mais comodidade, tanto para os pacientes quanto para os profissionais que realizarão os atendimentos. Até 22 pessoas poderão ser atendidas todos os dias nos dois consultórios montados dentro da estrutura.

Projeto busca dentistas voluntários

É também através da mobilização de profissionais de odontologia voluntários, interessados em participar do projeto, que a Expedição Novos Sorrisos consegue impactar ainda mais pessoas. Para se cadastrar e reservar uma data para, basta acessar a página do projeto e realizar a sua inscrição. As vagas seguem abertas durante o período da Expedição ou até serem preenchidas. Para participar, o interessado deve estar ativo no Conselho Regional de Odontologia (CRO) e assinar o termo de voluntariado. Após a inscrição, o voluntário receberá um treinamento básico da Neodent para as orientações e deverá comparecer no local durante o período escolhido.

“Sabemos da importância da saúde bucal para o bem-estar e autoestima das pessoas, e é isso que buscamos com a Expedição. Além de tudo, poder contar com a parceria de dentistas de várias regiões do país é muito gratificante para nós da Neodent, pois mostra que estamos juntos no propósito de mudar a vida das pessoas.”, avalia a diretora de Comunicação e Responsabilidade Corporativa, Raphaela Borba.

Serviço

Expedição Novos Sorrisos - Neodent em Curitiba

O que é: Um projeto que leva duas clínicas odontológicas itinerantes para comunidades em situação de maior vulnerabilidade em todo o país, conscientizando sobre a importância da saúde bucal e oferecendo atendimento àqueles que mais precisam.Inscrições: bit.ly/2OQeqCn ou no local - vagas limitadas