Publicidade
Novas modas

Recados do futuro

Recados do futuro

Estamos há três horas de distância e alguns milhares de quilômetros, mas isso não nos separa em termos de moda, porque em um enter estou aí ou vocês aqui. O abismo imposto pelo tempo sumiu, mas não as necessidades pessoais e as influências culturais de cada país. Essa é uma das características que mais me fascina na moda de uma maneira geral, seja ela a das ruas, a das grã-finas ou das vitrines. Aqui temos de tudo e é clara a influência das mídias sobre a maneira que o povo se veste.

É clara a identificação de classes e, então, fica bem bom de mostrar as modas como elas são. É isso que me proponho a te mostrar.
Usa agora a capa longa, a meia vermelha com sandália, uma referência italiana e ninguém mais que elas para ousar e acertar a mistura. Eu amo e faço. Tenho sangue italiano nas veias e me sinto à vontade para tal. Mas quando vejo alguém de blusão curto e pernas inteiras nuas à mostra – como fazem as francesas –, também me sinto bem e acho linda a ousadia, igualmente típica delas. As francesas podem ser despudoradas no vestir. As italianas abusam nas misturas, mas se cobrem milhares de vezes mais. Influência religiosa clara, afinal, é para aqueles lados que a religião católica se impõe fortemente, mas isso não quer dizer que não existam heresias... E como!

Temos a Versace para despir as mulheres como ninguém e o mundo para dizer amém. Podemos desenvolver muito esse assunto, mas vocês sabem: estamos no impresso e temos limites...
Te dou umas dicas: misture cores improváveis. Azul com bege e violeta. Olivia Palermo fez e todo mundo copia. Uma influência americana na moda que resulta num dos melhores exemplos de elegância da nossa esfera cibernética de 2018.

Nas vitrines temos – Para os boys, a proposta de colocar arte e cor na vida e nos looks não é nova, nas continua valendo. Vai rolar uma boa dose de tinta em tudo em 2018. A inspiração é Basquiat. 

 

Vedete francesa – Marion Cottilard é uma das atrizes mais influentes do cinema mundial, mas empresta sua beleza para a moda. Na semana de Alta Costura 2018 ela badalou com um loiro bem artificial, tranças embutidas, pérolas e um maxi-pull, sem nada por baixo. Pernas nuas de fora, mesmo com frio intenso. 

 

Anota aí – Uma das minhas peças favoritas para 2018: o vestido marinière todo em plumas da coleção Métiers d’ Art da Chanel. #SonhodeConsumo

 

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES