Saúde

Retomada de atividades físicas pós-covid deve ocorrer de forma gradual. Veja dicas

(Foto: Freepik)

A pandemia da Covid-19 alterou em todas as pessoas comportamentos físicos, sociais, alimentares e comportamentais. Muitas ganharam peso, outras tantas perderam, outras ainda buscaram cursos e formações e até deram um salto na carreira. Para aliviar a tensão imposta pelo isolamento social, muitas buscaram na atividade física uma forma de relaxar e liberar a tensão apresentada no dia a dia.

“A atividade física, proporciona para a pessoa um bem estar físico e mental. Quando nos exercitamos, liberamos o hormônio da endorfina no nosso corpo, nos proporcionando a sensação de prazer. Porém, sem o acompanhamento de um profissional, podemos executar movimentos com a técnica errada e aí causar algum tipo de lesão”, contou o Personal Trainer, Renan Ribeiro (CREF- 035300-G/PR).

Segundo o Colégio Americano de Medicina do Esporte, os exercícios físicos online estão em primeiro lugar na lista de tendências divulgadas anualmente. Antes, eles estavam na 26ª colocação. Porém, com o avanço da vacinação nacionalmente e os números de contaminação em queda, as práticas presenciais de atividades físicas estão sendo retomadas e o ortopedista faz um alerta. “Como algumas pessoas não se acostumaram com os exercícios online, acabaram parando e agora, com os parques abertos, academias, querem retomar o tempo perdido e iniciam a atividade física de forma desordenada e sem orientação, e é aí que podem ocorrer lesões que variam de graves a leves”, alertou o médico ortopedista, credenciado da Paraná Clínicas, Carlos Miers (CRM/RQE).

As lesões mais comuns neste período de retorno são as ligamentares, musculares e as tendinosas. “Elas são causadas por torções, técnicas erradas e até mesmo por movimentos que até então, eram comuns. O que as pessoas precisam entender é que o retorno às atividades deve ocorrer de forma gradativa, com exercícios leves e respeitando os limites do corpo, dessa forma, as chances de lesões e de passar por um novo período sem atividade, será reduzido”, enfatizou o médico.

Para retornar a pratica de atividades físicas em segurança, o ortopedista dá algumas dicas:

- Respeitar os limites do corpo e ir aumentando gradativamente a intensidade dos exercícios;
- Fazer alongamento ao iniciar e finalizar as atividades físicas;
- Antes de iniciar as atividades, realizar um aquecimento;
- Preferir realizar as atividades com a supervisão de um profissional de Educação Física;
- Se houver algum tipo de incomodo, procurar um especialista para avaliação.

3 itens para identificar uma lesão:
- Dor intensa que não melhora com o passar dos dias;
- Inchaço persistente;
- Dificuldade ao realizar atividades comuns do dia a dia.