Publicidade
Balanço

Réveillon reuniu 1,7 milhão de pessoas no Litoral do Paraná. PM divulga balanço de ocorrências

(Foto: Divulgação/PM)

As praias do Paraná receberam reforço de policiamento em toda Costa Leste para a festa de Ano Novo que teve aproximadamente 1,7 milhão de pessoas nas praias de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná. O trabalho preventivo e ostensivo da Polícia Militar resultou em 513 pessoas abordadas, 53 encaminhamentos à delegacia e 1.925 pulseirinhas de identificação distribuídas. Também foram lavrados 46 Termos Circunstanciados (TCs) de crimes de menor potencial ofensivo. O balanço abrange desde às 6 horas de segunda-feira (31/12) até às 6 horas de terça-feira (1°/01). No mesmo período o Corpo de Bombeiros fez 73 resgates, 3.142 orientações e 2.826 advertências.

De acordo com a Coordenação Operacional da Operação Verão Paraná 2018/2019, houve ainda cinco casos de violência doméstica e apreensões de porções de maconha (24 gramas), 32 mudas de maconha e a lavratura de 16 notificações de trânsito. “A Polícia Militar atuou fortemente com todo o aparato material e humano a fim de proporcionar mais tranquilidade e segurança às famílias durante as comemorações de Ano Novo”, disse o Comandante do 9° Batalhão da PM, tenente-coronel Rui Noé Barroso Torres.

Nos principais pontos das praias de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná, a PM reforçou a presença com viaturas de área, módulos móveis e motocicletas. Além das equipes de reforço da Operação Verão Paraná 2018/2019, foram aplicados efetivos de unidades especializadas como da Companhia Tático Móvel de Trânsito (COTAMOTRAN) do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

A atuação foi para prevenir crimes e atender situações de emergência quando surgissem. Em Guaratuba (PR) foi aplicado o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM) para auxiliar na coordenação de policiamento e no monitoramento do fluxo de pessoas.

Durante o dia e a noite de Réveillon os policiais militares distribuíram 1.925 pulseirinhas de identificação em diversos pontos das praias. Isso para evitar que crianças, idosos ou pessoas com necessidades especiais se perdessem e não tivessem meios para serem rapidamente localizados.

MATINHOS – Cerca de meio milhão pessoas passaram a virada de ano na cidade e comemoraram a chagada de 2019 nas areias de Caiobá. A PM intensificou a presença e atendeu um caso de violência doméstica, encaminhou 35 pessoas à delegacia e flagrou uma situação de tráfico de drogas. Também foram lavrados 12 Termos Circunstanciados por perturbação de sossego e seis por uso de drogas.

PONTAL DO PARANÁ – As equipes da Subárea da cidade atuaram em todos os balneários onde havia grande movimentação de pessoas e com trios elétricos. O público foi de aproximadamente 250 mil pessoas que receberam o apoio da Polícia Militar durante o Ano Novo. As equipes atenderam três casos de violência doméstica, encaminharam sete pessoas suspeitas. Também foram lavrados oito Termos Circunstanciados (quatro por ameaça, dois por uso de drogas, um por perturbação de sossego e um por vias de fato).

GUARATUBA – O trabalho das equipes policiais na cidade foi em toda faixa de areia, principalmente na Praia Central, onde concentraram-se os trios elétricos que animaram aproximadamente de 1 milhão de pessoas, considerando todo o público flutuante na cidade. Durante todo o dia houve o encaminhamento de nove pessoas à delegacia. Ao final da operação houve pontos de tumulto que foram apaziguados com a intervenção da PM. Os militares estaduais lavraram oito Termos Circunstanciados, sendo seis por perturbação de sossego, um por desacato e um por lesão corporal.

Por volta de 2 horas, próximo a um dos trios elétricos um rapaz sofreu um ferimento causado por uma garrafa de vidro quebrada. Ele recebeu o amparo dos policiais militares até a chegada da equipe do Samu, que o encaminhou para o hospital da cidade.

CORPO DE BOMBEIROS – Somente no último dia do ano, os bombeiros militares fizeram 2.826 advertências, 3.142 orientações e entregaram 2.228 pulseirinhas de identificação. Houve ainda 191 acidentes com água-viva e os guarda-vidas atenderam 73 resgates.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES