Publicidade
Série B

Rodrigão desperdiça pênalti e Coritiba perde para o CRB

Rodrigão enfrenta o CRB: pênalti perdido
Rodrigão enfrenta o CRB: pênalti perdido (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba perdeu por 1 a 0 para o CRB, nessa segunda-feira (dia 20) à noite, em Maceió, pela quarta rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou em 11º lugar, com 5 pontos. A equipe alagona está na 6ª posição, com 6 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

O resultado interrompe uma série de sete jogos sem perder do Coritiba. A última derrota havia ocorrido em 20 de março – 1 a 0 para o Cascavel.

Antes dessa partida, o CRB só havia vencido uma partida em casa contra equipes de outros estados em 2019 – 2 a 1 sobre o Juazeirense (BA). Nos outros jogos nessas condições, quatro empates e duas derrotas.

DESEMPENHO
Em relação ao desempenho, o Coritiba teve domínio da partida e sufocou o adversário, mas cometeu muitos erros individuais nos momentos decisivos. Faltou criatividade no meio-campo e precisão no ataque. Rodrigão perdeu um pênalti e outra chance incrível para marcar. Wellinton Junior aceitou a marcação na maior parte do tempo. Giovanni ficou preso e com pouco apoio dos volantes – ambos com características defensivas e com pouca capacidade de armação. O CRB mostrou um time frágil e com pouco repertório ofensivo. Mesmo assim, o time alagoano venceu aproveitando uma 'pane geral' no sistema defensivo do Coxa — Vitor Carvalho, Alan Costa e Romércio falharam na jogada.

TÉCNICO
Esse foi o 11º jogo do técnico Umberto Louzer no Coritiba, agora com 5 vitórias, 4 empates e 2 derrotas.

ESCALAÇÃO
O ponta Rafinha, 35 anos, não viajou com a delegação para Maceió e só vai estrear sábado, contra o Cuiabá. Os desfalques eram Sabino, Felipe Mattioni, Thiago Lopes, Iago Dias e Wanderley. As novidades foram William Matheus na lateral-esquerda e João Vitor como volante. Com isso, Fabiano e Luiz Henrique ficaram no banco de reservas.

No CRB, o técnico Marcelo Chamusca promoveu a estreia do meia-atacante Alisson Farias (ex-Coritiba e Inter) e do centroavante Léo Ceará. Os desfalques eram o meia Felipe Menezes (31 anos, ex-Palmeiras), o zagueiro Wellington Carvalho e o atacante Hugo Sanches.

PRIMEIRO TEMPO
Mesmo jogando em casa, o CRB ficou recuado e esperou falhas do adversário para atacar. O Coritiba controlou o meio-campo e teve facilidade para chegar até o ataque. No entanto, teve pouca precisão nos lances decisivos. No total da primeira etapa, foram seis boas jogadas do Coxa, contra apenas duas da equipe alagoana.

Aos 29, Wellinton Junior foi derrubado pelo goleiro na área. Pênalti. Rodrigão cobrou fraco, no canto, e o goleiro defendeu. O centroavante já havia errado uma cobrança no último jogo – 0 a 0 contra o Londrina.

Aos 37, Brey foi derrubado na área pelo zagueiro Edson Silva. Pênalti claro, mas o árbitro preferiu não marcar. O gol do CRB veio aos 39. Lucas avançou livre e tocou para Léo Ceará, na área. Ele teve espaço suficiente na área para ajeitar o corpo e chutar no canto.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo teve o mesmo cenário, com o Coritiba atacando e o CRB se defendendo. Já aos 4 minutos, Rodrigão perdeu mais um gol, livre com o goleiro. Aos 15, troca no setor ofensivo, com a saída de Brey e a entrada do meia Juan Alano. O Coxa ficou mais ofensivo aos 24, com a saída do volante João Vitor e a entrada do ponta Arancibia. Aos 29, Diogo Mateus deu uma cabeçada em um adversário e ganhou apenas amarelo, num lance típico para expulsão. Aos 31, saiu o meia Giovanni e entrou o centroavante Igor Jesus.

ESTATÍSTICAS
Nos 90 minutos, o Coritiba teve 62% de posse de bola, 20 finalizações (8 certas), 87% de precisão nos passes e 4 escanteios. O CRB somou 17 arremates (2 certos), 76% nos passes e 5 escanteios. Os dados são do Sofascore.

CRB 1 x 0 CORITIBA
CRB: Edson Mardden; Daniel Borges, Ewerton Páscoa, Edson Silva e Igor; Claudinei e Lucas; Felipe Ferreira, Ferrugem (Guilherme Costa) e Alisson Farias (Willie); Léo Ceará (Wiliam Barbio). Técnico: Péricles Chamusca
Coritiba: Wilson; Diogo Mateus, Alan Costa, Romércio e William Matheus, Vitor Carvalho e João Vitor (Arancibia); Welinton Júnior, Giovanni (Igor Jesus) e Patrick Brey (Juan Alano); Rodrigão. Técnico: Umbertou Louzer
Gol: Léo Ceará (39-1º)
Cartões amarelos: Ferrugem, Edson Mardden, Lucas (CRB). João Vitor, Diogo Mateus (Coxa)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Local: Estádio Rei Pelé

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
16 - Brey cobra lateral para Rodrigão, que dá um chapéu no zagueiro, invade a área e cai ao dividir com Edson Silva. O Coxa pede pênalti.
17 – William Matheus cruza. Welinton Junior ajeita e Brey chuta perto, ao lado do gol.
23 – João Vitor avança e chuta de fora da área. O goleiro espalma.
29 - Rodrigão enfia. Wellnton Junior recebe na área e é derrubado pelo goleiro. Pênalti. Rodrigão cobra fraco, rasteiro, à direita do goleiro. Edson defende.
37 – William Matheus cobra lateral. Rodrigão ajeita para Brey, na área. Ele é derrubado por Edson Silva na área. Pênalti claro, mas o árbitro nada marca.
39 – Gol do CRB. Lucas avança e toca para Léo Ceará, livre na área. Ele chuta no canto e marca.
45 – Vitor Carvalho passa por dois e chuta de fora da área. A bola passa perto, ao lado.
46 – Alisson Farias puxa contra-ataque, invade a área e chuta cruzado. A bola passa perto.

Segundo tempo
4 – Brey enfia. Rodrigão sai na cara do gol e chuta fraco. O goleiro defende.
5 – Giovanni solta a bomba de fora da área. O goleiro espalma.
10 – Ferrugem chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
14 – Diogo Mateus cruza da direita. Brey cabeceia. A bola passa perto.
18 – Falta perto da área. Daniel Borges cobra forte, no canto. Wilson espalma e a bola toca na trave.
19 – Boa troca de passes do Coxa. A bola chega até Welinton Junior, que é travado na hora do chute.
23 – Escanteio. Giovanni cruza. Vitor Carvalho cabeceia perto, sobre o gol.
27 – Arancibia recebe na ponta, finta o lateral e chuta cruzado. O goleiro defende.
37 – Contra-ataque. Willie avança e rola para Daniel Borges, na área, chutar. Wilson defende.
49 – Welinton Junior rola para Rodrigão, que chuta em cima do zagueiro.

DESTAQUES DOS EDITORES