Publicidade
2 a 0

Coxa vence Figueirense e assume vice-liderança da Série B

O Coritiba é o mais novo vice-líder da Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando num Couto Pereira lotado na tarde deste sábado (10 de agosto), o time paranaense contou com as estrelas do artilheiro Rodrigão e do promissor Igor Jesus para vencer o Figueirense por 2 a 0, os dois gols marcados no segundo tempo do confronto, aos 21 e 44 minutos.

Com o triunfo, o Coxa ascende ao segundo lugar da Série B, com 26 pontos, dois atrás do Bragantino, que ontem empatou em 0 a 0 contra o Botafogo de Ribeirão Preto. Já o Figueirense estaciona nos 20 pontos e cai para a 12ª colocação da competição, que está em sua 15ª rodada.

Na próxima rodada, na terça-feira (13 de agosto), o Coxa volta a jogar no Couto Pereira, às 21h30, contra o Brasil de Pelotas. Já o Figueira entra em campo na quinta-feira (15 de agosto), às 21h30, quando recebe a Ponte Preta no Orlando Scarpelli.

ESCALAÇÕES

Umberto Louzer não pôde contar para o confronto com o goleiro Wilson, em fase final de recuperação, o zagueiro Walisson Maia, lesionado, e o ponta Robson, suspenso por três cartões amarelos. A boa notícia, por outro lado, foi os retornos do meia-atacante Rafinha e do lateral/ponta Patrick Brey, que se recuperaram de lesão e começaram o jogo como suplentes, já que ainda recuperam o condicionamento ideal.

O Coritiba, contudo, apostou na manutenção do seu desenho tático, o 4-1-4-1, com Matheus Sales como único volante. Na linha de quatro do meio de campo, Thiago Lopes pela direita, Wellissol pela esquerda e Giovanni e Juan Alano centralizados. Na zaga, a novidade foi o experiente Rafael Lima, que estava afastado do time principal há algum tempo.

No Figueira, o técnico Vinícius Eutrópio não contou com Victor Guilherme e Pereira, lesionados.

O JOGO

Jogando num Couto Pereira lotado, com um grande número de famílias (pais e filhos) acompanhando a partida, o Coritiba teve um primeiro tempo discreto. Bem postado na defesa, o Figueirense conseguia bloquear a maior parte das tentativas de ataque do adversário. O resultado foi uma partida com muita marcação, vários erros de passe e poucas chances de gol.

Os visitantes, contudo, acabaram castigados pelas lesões. Logo aos três minutos, o lateral-esquerdo Matheus Destro sofreu dores nas costas. Caiu uma vez no chão, voltou para o jogo. Dois minutos depois, sentiu novamente a dor e desabou. Foi substituído por Brunetti, que ficou menos de 21 minutos em campo, pois também sofreu uma lesão. Alemão Teixeira entrou.

Na segunda etapa, dois dos principais jogadores do Coxa, que ainda buscam a condição física ideal após se recuperarem de lesão, entraram em campo. Logo na volta do intervalo, Rafinha substituiu Wellison. Aos 16, foi vez de Patrick Brey entrar na vaga de Giovanni.

A partida cresceu em emoção. Em 19 minutos foram cinco chances de gol, três para o Coxa e duas para o Figueira. Faltava a pontaria. Ou um pouco de sorte.

E aos 21 minutos, a estrela de Rodrigão, sempre ele, apareceu. Depois da cobrança de escanteio de Juan Alano, o atacante cabeceou e errou o alvo. Só que no meio do caminho a bola desviou nas pernas do lateral Kauê e tomou o rumo do gol. O goleiro Matheus Vidotto não pôde fazer nada: 1 a 0 para os donos da casa.

As duas últimas substituições da partida aconteceram aos 35 e aos 36 minutos. No Coritiba, situação preocupante: Rodrigão sentiu uma lesão e saiu para a entrada de Igor Jesus. Na reta final do jogo, o volante Matheus Sales ainda sentiria algum incômodo físico, mas seguiria em campo até o fim. No Figueirense, Andrigo substituiu Fellipe Matheus.

O Figueirense ainda mostrou ter força e criou duas oportunidades, aos 28 e aos 42 minutos. Melhor na partida, porém, o Coritiba encontrou o segundo gol aos 44 minutos: desarme de Patrick Brey na entrada da área e passe açucarado para o jovem e promissor Igor Jesus decidir o confronto.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 2 x 0 FIGUEIRENSE

Coritiba: Alex Muralha; Diogo Mateus, Rafael Lima, Sabino e William Matheus; Matheus Sales; Thiago Lopes, Giovanni (Patrick Brey) e Juan Alano; Wellissol (Rafinha) e Rodrigão (Igor Jesus). Técnico: Umberto Louzer
Figueirense: Matheus Vidotto, Kauê, Alemão, Ruan Renato e Matheus Destro (Brunetti, depois Alemão Teixeira); Zé Antônio, Betinho e Tony; Fellipe Matheus (Andrigo), Willian Popp e Rafael Marques. Técnico: Vinícius Eutrópio
Gol: Rodrigão (21-2º) e Igor Jesus (44-2º
Cartão amarelo: Willian Popp, Tony (F); Rafinha (C)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Público: 36.596 pagantes (37.723 total)
Renda: R$ 424.609,00
Local: Couto Pereira, sábado às 16h30

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

2 – Giovanni cobra escanteio fechado. A bola vai direto para o gol e Matheus Vidotto tira o perigo com um soco.

18 – Rafael Marques resolve tentar o gol com um chute do meio de campo. O gol que Pelé não fez. E o experiente atacante do Figueira, também não. Chute ruim, fraco, pela linha de fundo.

19 – Juan Alano faz boa jogada na entrada da área e aciona Rodrigão. Quase sem ângulo, o atacante chuta forte e a zaga prensa a tentativa. Bola ao lado do gol.

29 – Cobrança de falta de Giovanni. A bola viaja para a área e encontra a cabeça e Rodrigão, que testa por cima do gol.

38 – Cobrança de falta ensaiada. Fellipe Mattheus rola e Tony chega batendo forte, ao lado do gol.

45 – Juan Alano arrisca chute com efeito da entrada da área e manda para fora.

Segundo tempo

6 - Giovanni manda uma bomba de canhota, da entrada da área. Matheus Vidotto se estica todo e pratica grande defesa.

7 – Rafael Marques responde com outro chute de fora da área, colocado. Bola passa ao lado do gol, com perigo.

10 – Willian Popp recebe na entrada da área, ajeita e bate colocado, no canto. Alex Muralha se estica e defende com a ponta dos dedos, salvando o Coxa.

17 – Cruzamento de Fellipe Matheus para a área. Willian Popp se posiciona bem e tenta o chute de primeira, mas manda sem direção, por cima do gol.

19 - Enfiada de bola de Juan Alano na medida para corrida de William Matheus nas costas da zaga. O lateral fica de frente para o gol e chuta forte, ao lado.

21 - Gol do Coritiba! Cobrança de escanteio de Juan Alano. A bola viaja para segunda trave e encontra a cabeça de Rodrigão, que cabeceia para baixo. A bola iria para fora, mas desvia em Kauê no meio do caminho e toma o rumo do gol, sem chance para Matheus Vidotto.

28 – Figueirense tabela na entrada da área e Tony aparece em boa posição para finalizar. Chute sai fraco e Muralha segura a bola.

42 – Betinho dá chapéu em Igor Jesus na entrada da área e chuta de primeira. A bola desvia e sai em escanteio.

44 – Gol do Coritiba! Patrick Brey desarma Betinho na entrada da área e serve para Igor Jesus, que chuta no canto, sem chance para Vidotto: 2 a 0!

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES