Derrota no Maracanã

Rodrigo Santana diz que Coxa equilibrou jogo com o Flamengo e tira 'ponto positivo' do tropeço

(Foto: Divulgação/Atlético.com.br/Bruno Cantini)

O Coritiba foi amplamente dominado pelo Flamengo, pouco produziu e muito sofrer na hora de se defender. Ainda assim, o técnico Rodrigo Santana, que armou o time com uma linha de cinco na defesa e mais quatro no meio de campo, acredita que o Coxa até conseguiu equilibrar a partida com os cariocas.

Confira o relato completo da partida: Coxa muda escalação e é massacrado pelo Flamengo, que vence a primeira com Rogério Ceni e dorme na liderança

Poucos se salvam em noite trágica do Coritiba no Maracanã. Confira as atuações

"Após tomar o gol, acredito que a gente conseguiu equilibrar a partida, tivemos mais um pouco de posse de bola e algumas bolas cruzaram a área do Flamengo também. A gente tinha três atletas vindo de Covidd, não dava para competir fisicamente", analisou o comandante alviverde.

Questionado sobre as opções táticas para o jogo, com entrada do volante Nathan Silva para compor um trio de zaga ao lado de Rodolfo Filemon e Sabino, o treinador explicou que a ideia era que o jovem meio-campista ajudasse a compor a linha defensiva e também atuasse como primeiro volante. "Acredito que tomamos o gol muito cedo, devido a uma bobeira nossa: alçamos uma bola na área e no contr-aataque não matamos a jogada. Não vejo isso como um problema do sistema", disse.

Por fim, o treinador ainda conseguiu tirar algo de positivo da partida. "Entendemos que o resultado não foi o melhor, a forma que a gente perdeu não foi a ideal. Temos muito para evoluir ainda. O único ponto positivo que eu tiro disso aí é que a gente pegou essa Covid no início do segundo turno. Então temos todo o segundo turno pela frente, outros times ainda vão ter dificuldades".