Publicidade
Apresentado neste domingo

Rogério Micale admite missão de ajustar o Paraná Clube

Rogério Micale admite missão de ajustar o Paraná Clube

O técnico Rogério Micale foi apresentado neste domingo (25) no Paraná Clube e admite que tem a função de ajustar a equipe com vistas à Taça Caio Júnior – o segundo turno do Campeonato Paranaense. E, depois, montar um time competitivo para o Brasileirão.

Temos como primeiro objetivo uma recuperação neste Campeonato Paranaense. Essa semana será muito importante, comentou Micale, ao site oficial do Paraná Clube. Acredito que podemos fazer uma grande temporada. Quero crescer junto com o Paraná Clube.

Uma das preocupações é, inclusive, com a possibilidade de rebaixamento no Estadual. O Paraná somou apenas cinco pontos em seis jogos – uma vitória, dois empates e três derrotas. Terminou em último lugar no grupo A. Apenas União Beltrão e Prudentópolis (3 pontos cada) têm campanhas inferiores. Os dois times de pior campanha serão rebaixados à segundona estadual – isso já aconteceu com o Paraná, em 2011. A má campanha em 2018 já custou o emprego do técnico Wagner Lopes. 

A estreia de Micale no comando do Paraná será no próximo domingo (4), contra o Cianorte, fora de casa. Na Taça Caio Júnior, serão cinco partidas, contra as equipes do grupo A. Depois, o time enfrenta, pela ordem, Coritiba (na Vila), Cascavel (na Vila), Foz (em Foz do Iguaçu) e Maringá (na Vila). Se ficar entre os dois primeiros, o Paraná poderá decidir o título da taça Caio Júnior – e, se vencer, disputa a final do Campeonato Estadual.

Neste domingo, Micale foi apresentado ao elenco do Paraná, teve uma reunião rápida com os jogadores e a comissão técnica e já foi para o gramado, iniciando os trabalhos.

Micale sabe que o Paraná vive um processo de transição, que resultará também em ajustes no elenco, visando à disputa do Campeonato Brasileiro da Série A. É o grande objetivo: ter um time ajustado para fazer um bom papel no Brasileiro, disse ele.

O treinador do Paraná notabilizou-se por comandar a seleção brasileira sub-23 na Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. O brasil faturou a medalha de ouro. É um título que muito me orgulha. Fiz parte dessa história. Mas, isso também nos traz uma grande responsabilidade, disse. Em janeiro e fevereiro de 2017, por outro lado, Micale fracassou no comando da seleção sub-20 e não conseguiu classificá-la para o Mundial da categoria – a América do Sul tinha quatro vagas na competição e a seleção ficou em 5º no hexagonal final.

COMISSÃO

Além de Rogério Micale, a comissão técnica do Paraná Clube conta com outros dois profissionais: o preparador físico Marcos Seixas, que formou com Micale a comissão técnica campeã olímpica no Rio de Janeiro, e o auxiliar-técnico Fabinho Santos, que por muitos anos trabalhou no Joinville, inclusive como treinador da equipe catarinense. 

DESTAQUES DOS EDITORES