Publicidade
Carreira & Cia.

Ser feliz faz de você um profissional mais bem-sucedido, segundo pesquisa em Harvard


A preocupação com a felicidade, hoje em dia, migrou também para o ambiente corporativo. Se dizem que o dinheiro traz felicidade, será que a felicidade também pode trazer dinheiro (ou sucesso profissional)?

Questionamentos sobre frustração no trabalho e na vida pessoal
Na Universidade de Harvard (Estados Unidos), uma das mais importantes do mundo, essa pergunta começou a ser respondida. Foi lá que Clayton Christensen, professor de Administração, começou a questionar o motivo de vários de seus colegas, que ocupavam algumas das cadeiras mais cobiçadas da ciência no mundo, estarem frustrados com sua vida profissional e, consequentemente, com a vida pessoal e com seus relacionamentos.

Curso de Psicologia Positiva
Em seguida, a Harvard inaugurou a disciplina de Psicologia Positiva para os cursos de Gestão e Administração, dos quais Christensen era professor. Hoje, as turmas dessa disciplina, que no início tinham apenas oito alunos, possuem listas de espera. A instituição deixou de ser conhecida apenas como um centro de excelência de negócios, para se destacar também como um centro de formação de indivíduos bem resolvidos.

A importância da inteligência emocional
De acordo com o levantamento do Capgemini Digital Transformation Institute Survey, cerca de 60% das empresas passam por certas carências de soft skills, isto é, habilidades e competências não técnicas. Essas habilidades dizem respeito ao engajamento, inteligência emocional, equilíbrio, habilidade organizacional, mentalidade empreendedora, capacidade de se adequar rapidamente às mudanças, dentre outros aspectos.

Desenvolvimento Integral do Potencial Humano está presente em todas as pós-graduações
É nesse contexto que a Psicologia Positiva se encaixa no método utilizado pelo Instituto de Pós-Graduação (IPOG). O módulo de Desenvolvimento Integral do Potencial Humano está presente em todas as pós-graduações. “O diferencial do Desenvolvimento Humano é que, atualmente, temos um mercado muito exigente no sentido de potencialidades, de resultados. O que nós temos visto é que o autoconhecimento se tornou um elemento fundamental no desempenho, na qualidade de entrega e na qualidade de realização das pessoas” - afirma Carmen Silva Neves Carvalho, Mestre em Educação, especialista em Inteligência Emocional com ênfase em Desenvolvimento Humano e professora do IPOG.

Valorização das habilidades emocionais, sociais e comportamentais
As organizações buscam por profissionais com alta competência técnica e, não menos importante, com habilidades emocionais, sociais e comportamentais. São aptidões que podem ser perfeitamente desenvolvidas e aperfeiçoadas, e contribuem efetivamente para o bom desempenho na vida profissional e pessoal. (41) 3203-2899 | (41) 99918-5200 | www.ipog.edu.br


Curtas:

  • Nem sempre a segurança pública é 100% efetiva, e por isso, empresas de segurança privada buscam maneiras de suprir a proteção que falta à população. Além de todos os aparatos tecnológicos, como câmeras, alarmes e fechaduras digitais, uma empresa passou a utilizar dois aplicativos de celular para possibilitar maior sensação de segurança aos usuários, chamados Bairro Seguro e Comércio Seguro.
  • Planejamento Tributário foi tema da Comissão de Finanças no Setcepar. O encontro foi realizado em parceria com o Instituto Brasileiro de Governança Trabalhista (IBGTR) e o gerente de controladoria do Grupo Noster, Marcio Pitta foi o palestrante convidado. Especialistas relataram que o sucesso de um negócio é obtido através de vários fatores.


Frase:
Não sou especialista em Brasil, mas uma coisa estou habilitado a dizer: Não creiam que mão-de-obra barata ainda seja uma vantagem.
(Peter Drucker)


DESTAQUES DOS EDITORES