Publicidade
Exterior

Sobrevivente é encontrado dois dias após balsa ter virado na Tanzânia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um sobrevivente foi encontrado dentro de uma balsa na Tanzânia dois dias após o desastre no lago Vitória, disse uma autoridade neste sábado (22). 

A embarcação tinha capacidade para 101 pessoas, levava mais de 200 quando virou nesta quinta-feira (20) matando ao menos 167. 

Um engenheiro foi encontrado perto do motor do navio, disse o comissário regional de Mwanza, John Mongella, a repórteres. 

A emissora estatal TBC informou que ele havia se trancado na sala de máquinas, mas que sua condição física ainda não está clara.

Os esforços de busca continuaram em torno da parte inferior exposta da balsa enquanto as famílias de vítimas se começavam a chegar para reconhecer os mortos. 

Autoridades nesta sexta-feira (21) disseram que pelo menos 40 pessoas foram resgatadas.

O presidente da Tanzânia ordenou a prisão dos responsáveis e decretou quatro dias de luto nacional.

"Este é um grande desastre para nossa nação", afirmou.

Na embarcação MV Nyerere além de mercadorias, "havia, além das bagagens dos passageiros, sacos de milho, caixas de cerveja e refrigerante, bem como veículos", disse o presidente.

LAGO VITÓRIA

O lago Vitória é o maior da África e ocupa o território da Tanzânia, Quênia e Uganda.  

Esta não é a primeira tragédia com balsas na região. Em 1996, mais de 500 pessoas morreram em um naufrágio no mesmo lago Vitória. Em 2012, 145 pessoas morreram quando uma balsa afundou na costa da Tanzânia, no oceano Índico.

DESTAQUES DOS EDITORES