Publicidade

Sri Lanka reduz em mais de 100 o número de mortos em atentados

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As autoridades do Sri Lanka informaram nesta quinta-feira (25) que o balanço de mortos nos atentados do domingo de Páscoa na verdade é de 253 vítimas, e não 359, como havia sido divulgado anteriormente.

A redução em mais de cem mortes decorre de o fato de muitos corpos terem sido mutilados, o que levou a uma recontagem das pessoas.

No último domingo (21), homens-bomba atacaram a minoria cristã da ilha do sul da Ásia em três igrejas que realizavam a missa de Páscoa. Ao mesmo tempo, houve explosões em três hotéis de luxo.

Na terça (23), o Estado Islâmico assumiu a autoria dos atentados, que o governo acredita terem ocorrido em retaliação aos ataques contra mesquitas no mês passado na Nova Zelândia.

Nesta quarta, Mohammad Yusuf Ibrahim, que é um dos mais ricos comerciantes de temperos do Sri Lanka, foi detido por conexão com os ataques. Ele construiu sua fortuna com a venda de pimenta, cravo e noz-moscada e vivia uma vida de luxo com sua família. Até que dois de seus filhos foram citados como suspeitos de serem homens-bomba.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES