Publicidade

Stand-up traz Amy Schumer de sempre, mas faltam boas piadas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Amy Schumer está "growing" (crescendo) em dois sentidos. Aos 37 anos, a comediante, roteirista e diretora está amadurecendo e se aprofundando cada vez mais em seu estilo. E agora, casada e grávida, está fisicamente aumentando de tamanho.

Gravado em Chicago no fim do ano passado, o show é ríspido, como tudo que fez até agora. Não é para todo mundo. "Growing" definitivamente não é um programa de TV para assistir com toda a família reunida.

Mas quem se divertiu com seu último stand-up, "Leather Special" (2017), ou a série "Inside Amy Schumer" (2013-2016), vai ver um bom bocado da Amy de sempre, desbocada, sincera, sem papas na língua e sem vergonha de revelar seus segredos mais íntimos.

A humorista fala sem censura sobre as dificuldades por que está passando com a gravidez, a falta de vontade de fazer sexo, mostra um retrato medonho que seu marido fez para agradá-la quando foi hospitalizada e até levanta o vestido para revelar seu umbigo, coberto por dois band-aids porque saiu para fora e marcaria o tecido.

O especial é dividido em dois. Na primeira metade ela parece mais à vontade e o material mais parecido com que o público espera dela, um humor cru e despudorado. É a parte mais engraçada. Na segunda metade, parece querer fazer as pazes com a gravidez, e em vez de o programa ficar fofo, acaba se tornando apenas mais sem graça.

Mas ela toca em assuntos tabus e inesperados: a combinação gravidez e bebidas é um deles, gravidez e Meghan Markle é outro, e até o diagnóstico de autismo leve de seu marido entra em cena. Não chega a se aprofundar em nenhum tópico, mas faz rir em vários momentos.

Entre os melhores trechos está um em que confessa que foi obrigada a fazer esse especial, e que ele é menos o resultado de um trabalho feito com amor do que o cumprimento de um dever contratual. Outro divertido acontece quando conta que quase faz cocô na calça quando se atreve num humor físico. Também demonstra como se coloca um absorvente interno.

No entanto, parte das piadas não é impactante o suficiente. A comediante faz bastante esforço para deixar claro que a gravidez e o casamento não afetaram seu humor, mas a verdade é que ela está um tico mais doce nesse show. E isso é uma transgressão no mundo de Amy Schumer.

GROWING

PRODUÇÃO Estados Unidos, 2019

DIREÇÃO Marcus Raboy

ONDE Na Netflix

ELENCO Amy Schumer

AVALIAÇÃO Bom

DESTAQUES DOS EDITORES