Publicidade
Golpe

Suspeita de tentar vender imóveis que não eram dela é presa em Pinhais

(Foto: Divulgação / Polícia Civil )

Uma mulher suspeita de aplicar golpes na venda de conjuntos habitacionais, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, foi presa na manhã desta sexta-feira (22) pela Polícia Civil. De acordo com a polícia, uma construtora de Pinhais viu anúncios de vendas na internet e fez a denúncia, alegando que a suspeita não tinha autorização para atuar nas vendas de seus imóveis. A polícia entrou em contato com a mulher e marcou um horário para atendimento na casa dela, um condomínio de luxo, em Pinhais.

A mulher foi presa em flagrante pelo crime de estelionato. Junto com ela havia documentos referentes a compra e venda de imóveis da construtora que fez a denúncia. De acordo com a polícia, a suspeita disse, em interrogatório, que já trabalhou na construtora e que a empresa devia dinheiro para ela. Ela teria praticado o golpe "para compensar o prejuízo" que teve.

Ela se intitulava proprietária de pelo menos seis imóveis que não eram dela, além de se passar por engenheira civil. “Ela manteve a versão de que era a engenheira e que, além disso, tinha participado de grandes construções em Curitiba, inclusive de estádios de futebol”, diz o delegado Emmanuel David.

A polícia investiga se existem outras vítimas que foram lesadas por ela, já que o padrão de vida que ela levava era alto, segundo a polícia. "Ela (a suspeita) disse que iria pagar pela residência R$ 3 milhões na compra, mais tarde ela contou que paga aluguel com um valor mensal de R$ 6 mil mensais. Possivelmente, dinheiro de golpe que ela aplica em outros locais na praça”, conta o delegado.

Além desse inquérito, a mulher já possui outros processos relacionados a tentativas de golpes em aluguéis. Ela será levada ao centro de triagem, após trâmites legais.

DESTAQUES DOS EDITORES