Publicidade
No Macaranã

Técnico do Athletico faz autocrítica e assume responsabilidade pela derrota

Tiago Nunes
Tiago Nunes (Foto: Geraldo Bubniak)

O técnico do Athletico Paranaense, Tiago Numes, fez uma autocrítica após a derrota para o Flamengo, nesse domingo (dia 26), e assumiu a responsabilidade pelo resultado. O ponto central, na análise dele, foi deixar de atacar nos minutos finais do jogo, quando tirou um jogador ofensivo (Brian Romero) para a entrada do zagueiro Paulo André.

“A gente conseguiu ser superior ao Flamengo em quase todos os números. Mas aí entram aqueles fatores, como imposição física e técnica. Então tenho que assumir totalmente a responsabilidade pela derrota. Até o minuto 85 a gente buscou a vitória. A partir dali, através da substituição do Paulo André, a gente procurou mais defender do que buscar o gol. Daí fica uma lição dolorida. Os atletas sentiram muito no vestiário, mas a responsabilidade maior é minha. São coisas que o futebol nos ensina”, declarou. “Estrategicamente tentei defender o placar”, disse. “Nosso time tem um DNA muito ofensivo”, analisou. “A gente ficou com uma linha de cinco (na defesa) muito estreita, com a mesma largura de uma linha de quatro. Então não teve efeito. Mesmo com uma situação como essa a gente teve chance (de gol) com Tomás (Andrade)”, comentou.

Tiago Nunes foi perguntado sobre uma 'bronca' que deu em Tomás Andrade, nos minutos finais da partida. Segundo o treinador, o assunto não foi a chance de gol perdida pelo argentino. “A cobrança nem foi por isso. Foi porque ele poderia ter feito a falta no Everton, no cruzamento que gerou o gol do Rodrigo Caio”, destacou.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES