Publicidade
Paraná 0x1 Coritiba

Técnico do Paraná afirma que não houve falta no lance do gol do Coritiba

Alisson não consegue defender a cobrança de Thiago Lopes: lance indefensável, segundo Alan Aal
Alisson não consegue defender a cobrança de Thiago Lopes: lance indefensável, segundo Alan Aal (Foto: Franklin de Freitas)

O técnico do Paraná Clube, Alan Aal, afirmou que não viu falta no lance que originou o gol do Coritiba. A partida foi decidida em falta sofrida e cobrada pelo meia Thiago Lopes, do Coxa. No lance, o lateral Bruno e o zagueiro Thales, ambos do Paraná, dividiram com o meio-campista adversário. “O clássico é assim. Em detalhes você acaba perdendo. E foi decidido em uma falta que, a meu ver, não foi. E com uma batida quase indefensável para o Alisson”, declarou, em entrevista coletiva.

Alan Aal também reclamou da expulsão do volante Bruno, que jogou improvisado na lateral-direita. “O segundo amarelo para o Bruno desnecessário”, comentou.

Em relação ao jogo, o técnico afirmou que o Coritiba não foi superior na parte física. O time do técnico Eduardo Barroca fez um rodízio de jogadores nas primeiras rodadas, com objetivo de evitar o desgaste físico excessivo. “Acho que foi equilibrado, mesmo com o Coritiba fazendo esse rodízio. Faltou um pouco mais de tranquilidade, de qualidade técnica para o jogo fluir. O jogo ficou muito ruim, moroso”, analisou. “A gente não deixou de jogar. Esse é o fator principal. Se os erros aconteceram? Faz parte. Mas você não pode deixar de jogar. Falei para eles: precisamos tentar jogar. Procuramos pressionar o Coritiba, forçando o erro. Mas em alguns momentos faltou tranquilidade”, comentou.

Para o treinador, os jogadores sentiram o peso da derrota na Vila Capanema. “O silencio é o som da derrota. A gente está chateado. Não faltou empenho. Temos que sentir a derrota. Se ganhasse não estaria tudo certo, e como perdeu não é terra arrasada”, comentou.

O Paraná volta a jogar na quinta-feira às 19h30, na Vila Capanema, contra o FC Cascavel.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES