Publicidade
STJD

Tribunal nega pedido do Athletico e Renan Lodi segue fora do Brasileirão

Renan Lodi
Renan Lodi (Foto: Geraldo Bubniak)

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol indeferiu na manhã dessa sexta-feira (dia 7) a liminar do Athletico Paranaense que pedia a liberação do atleta Renan Lodi, convocado para a seleção brasileira pré-olímpica. Ainda não há data definida para julgamento do mérito dessa questão no Pleno do STJD.

O indeferimento ocorreu após recebimento da manifestação da CBF sobre o caso. De acordo com ofício enviado pela entidade, não compete ao STJD convocar ou desconvocar atletas; que as regras internacionais determinam que os clubes são obrigados a ceder seus atletas para às Seleções nas datas Fifa (artigo 10, parágrafo 2º do RGC) e que um atleta não pode ser desconvocado para não prejudicar e desrespeitar os demais clubes que cederam seus jogadores.

Paulo César Salomão Filho, presidente do STJD, concordou com a CBF de que não compete a Justiça Desportiva interferir na convocação dos atletas. Ele destacou ainda que o próprio Athletico apontou dispositivos contidos nos regramentos nacionais e internacionais, narrou fatos, mas não foi capaz de comprovar. Por fim, Salomão lembrou que o STJD não é um órgão consultivo.

“E como se todos os fundamentos previamente expostos não fossem suficientes, na realidade, o requerimento, tal como formulado, acaba por revelar, que a pretensão do clube requerente, mais parece buscar uma espécie de salvo conduto para uma decisão que pretende ou não adotar, diante da interpretação que está fazendo acerca dos fatos havidos e dos regramentos envolvidos, mas a jurisprudência tradicional deste STJD, é que esta Corte especializada não é um órgão consultivo”, esclareceu o presidente do STJD.

O Santos também tentou essa mesmo liminar para o atacante Rodrygo e teve o pedido negado pelo STJD na última quinta-feira.

DESFALQUE
Por conta da convocação, Renan Lodi ficou fora das partidas contra o Fortaleza (na última quarta-feira) e contra o Fluminense (no domingo). Agora, sem a liminar, o jogador segue fora das partidas contra o Palmeiras, neste sábado, e contra o Goiás, na próxima quinta-feira. O jogador só volta a atuar pelo Athletico após a pausa de um mês para a Copa América. No entanto, ele pode ser vendido ao Atlético de Madrid nesse período e deixar o clube paranaense sem uma partida de despedida.

A atitude da CBF irritou o técnico Tiago Nunes, que comparou a situação do jogador com o caso do Corinthians.

Renan Lodi foi convocado em 15 de maio – clique aqui para saber mais sobre a seleção pré-olímpica.

DESTAQUES DOS EDITORES