Publicidade

Trump diz que aceitaria informações de estrangeiros sobre rivais eleitorais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou em entrevista à rede ABC News que não necessariamente alertaria o FBI (polícia federal americana) caso um estrangeiro lhe oferecesse informações sobre seus rivais nas eleições de 2020.

"Não é uma interferência. Eles têm informações. Acho que eu as aceitaria", afirmou Trump ao jornalista George Stephanopoulous. 

Uma investigação conduzida pelo procurador especial Robert Mueller sobre a suposta interferência russa nas eleições de 2016, em que Trump venceu a democrata Hillary Clinton, concluiu que não poderia isentar o presidente de ter cometido crimes, mas que não havia evidências contundentes para processá-lo.

Na semana passada, Mueller indicou que o Congresso americano poderia, no entanto, processar o presidente -numa referência a um processo de impeachment.

DESTAQUES DOS EDITORES