Publicidade
Exterior

Trump tem pênis incomum, diz Stormy Daniels em livro sobre affair

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O livro da ex-atriz pornô Stormy Daniels traz detalhes de sua relação com Donald Trump e questiona sua aptidão para ser presidente dos EUA, revela o jornal britânico The Guardian, que obteve uma cópia de "Full Disclosure" (revelação completa).

O tema central da obra, a ser lançada nos EUA em 2 de outubro, é a decisão da atriz na campanha eleitoral de 2016 de revelar publicamente o caso que alega ter tido com Trump.

No fim, porém, Daniels, cujo nome real é Stephanie Clifford, assinou um acordo com Michael Cohen, advogado do republicano, no qual recebeu US$ 130 mil (R$ 593 mil) para se calar. O pagamento foi revelado pela mídia americana no início do ano e é alvo de briga na Justiça entre ela e Trump.

Embora negue o caso extraconjugal, o presidente confirmou o reembolso a Cohen.

A Casa Branca não se manifestou sobre o livro por ora.

Na obra, Daniels afirma ter sofrido abuso na infância e se tornado stripper no ensino médio. Dali seguiu para o mercado de filmes pornográficos, no qual seria uma estrela.

Por isso, ela diz ter sido convidada para um torneio de golfe na Califórnia, em 2006, no qual conheceu Trump. Embora ela já tivesse revelado partes do encontro, o livro detalha a anatomia do presidente.

Ela conta que um segurança do então empresário a convidou para jantar com Trump e os dois dormiram juntos.

"Talvez tenha sido o sexo menos impressionante que já fiz, mas claramente ele não compartilhou dessa opinião", diz no livro. A atriz afirma que o presidente tem um pênis "menor que a média", mas não "absurdamente pequeno".

"Ele sabe que tem um pênis incomum. Tem um grande cogumelo na cabeça."

Daniels afirma que inicialmente pensou que Trump jamais seria o presidente e escreve. Quando ele começou a vencer as primárias republicanas, porém, ela passou a cogitar a possibilidade de ele ser eleito e ela se ver em perigo -o que, diz no livro, a incentivou a levar o caso a público.

A atriz alega ter sofrido ameaças em 2011 (Trump afirma ter sido um golpe) e alega ter mantido contato com o empresário porque ele lhe prometera participação em seu programa de TV, "O Aprendiz".

DESTAQUES DOS EDITORES