Compartilhamento

TSE recebe provas dos inquéritos das fake news que tramitam no STF

Inquéritos investigam organização criminosa que atuaria nas eleições presidenciais
Inquéritos investigam organização criminosa que atuaria nas eleições presidenciais (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, compartilhou, na quinta-feira (16), com o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), provas referentes aos inquéritos das "fake news" que tramitam no STF.

Os inquéritos investigam organização criminosa, de forte atuação digital, dotada de núcleo político, de produção, de publicação e de financiamento, cujas atividades teriam tido continuidade após as eleições de 2018 e se estendido durante a campanha de 2020 em diante. O pedido de compartilhamento de provas foi solicitado em 3 de agosto deste ano pelo ministro Salomão, por meio de ofício, ao ministro Alexandre de Moraes, relator dos processos no STF.

Os documentos vão ser analisados pelo ministro Salomão, uma vez que podem guardar relação com aqueles investigados nos inquéritos, que tramitam no TSE e investigam suposto abuso de poder político e econômico durante a última campanha para a Presidência da República.