Publicidade
Túnel Acústico

Túnel que teve desabamento no Rio deve ser parcialmente reaberto

(Foto: Reprodução/TV)

Apenas o sentido São Conrado do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas deve ser reaberto ainda neste sábado (18), divulgou a Prefeitura do Rio de Janeiro. O sentido Gávea continuará interditado para a realização de trabalhos na encosta que deslizou.

Parte da cobertura de concreto do túnel desabou no início da tarde de ontem (17), levando à interdição completa da via, que faz parte da Autoestrada Lagoa–Barra, principal ligação entre as zonas sul e oeste do Rio.

O desabamento foi causado pelo deslizamento de 30 toneladas de terra sobre a estrutura do túnel, construído há 40 anos. A prefeitura informou que a estrutura do túnel é segura e não foi comprometida. As placas de concreto derrubadas serviam como isolamento acústico da Autoestrada Lagoa-Barra e devem ser substituídas por um material mais leve.

Equipes de diversos órgãos e secretarias da prefeitura trabalham no Túnel Acústico desde ontem. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) está retirando árvores, galhos e o barro que deslizou da encosta, trabalho que precisa ser concluído antes da retirada da laje danificada. “Assim que essa etapa for finalizada, o trânsito poderá ser liberado no sentido Lagoa–Barra”, diz a prefeitura.

A cidade está em estágio de crise desde ontem por causa dos problemas de mobilidade, que são agravados pela situação da Avenida Niemeyer. A via foi interditada, reaberta, mas precisou ser parcialmente fechada novamente. A avenida também sofreu um deslizamento de terra, e água e lama da encosta continuam a descer.

Alternativa de menor capacidade de tráfego entre o Leblon e São Conrado, a Avenida Niemeyer está aberta apenas no sentido São Conrado. Equipes da prefeitura trabalham em seu percurso, que contorna o Morro Dois Irmãos pela encosta litorânea, onde fica a Favela do Vidigal.

Além dos problemas no trânsito, o Rio de Janeiro tem previsão de mais chuva forte a muito forte para a tarde de hoje, com raios e ventos de moderados a fortes. Também está em vigor o alerta de ressaca, e a orla da cidade pode ter ondas de até 2,5 metros.

DESTAQUES DOS EDITORES