Publicidade

Uefa investiga Montenegro após ofensas racistas contra Inglaterra

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A Uefa abriu nesta terça (26) um procedimento disciplinar contra a seleção de Montenegro após os insultos racistas de parte da torcida durante a partida de segunda-feira (25) contra a Inglaterra, pelas Eliminatórias da Eurocopa. O jogo aconteceu na cidade de Podgorica, capital montenegrina.

O caso será analisado pela Comissão de Controle, Ética e Disciplina da entidade no dia 16 de maio. Se for punido, Montenegro pode, no mínimo, jogar com os portões fechados. Além da acusação de racismo, a seleção montenegrina também responderá por outros atos cometidos por seus torcedores, como uso de sinalizadores, lançamento de objetos e bloqueio das escadas de acesso.

O episódio aconteceu nos últimos minutos da vitória inglesa por 5 a 1. Torcedores de Montenegro insultaram os jogadores negros da Inglaterra, principalmente o lateral Danny Rose. A situação revoltou os ingleses.

"Estamos em 2019 e eu acho que devemos ter uma punição real para isso, não apenas algumas pessoas sendo banidas", disse o atacante Raheem Sterling à BBC Radio 5Live.

Após o duelo, o técnico de Montenegro, Ljubisa Tumbakovic disse que não "ouviu nenhum grito racista" vindo das arquibancadas.

DESTAQUES DOS EDITORES