Aos 34 anos

Vereador bolsonarista que queria desobrigar uso de máscaras morre de Covid-19

Tiarles Santos
Tiarles Santos (Foto: Aline Resende / Câmara Municipal de Uberlândia)

O vereador Thiarles Santos (PSL), de Uberlândia (MG), morreu nesta sexta-feira (17) por complicações da Covid-19. Ele tinha 34 anos era defensor do presidente Jair Bolsonaro e chegou a criar projetos contra o uso de máscaras na cidade mineira.

A morte foi confirmada pela Câmara Municipal de Uberlândia, em nota oficial. Tiarles Santos testou positivo para Covid-19 no dia 16 de agosto. Ele estava internado desde o dia 20 de agosto no Hospital Santa Clara em Uberlândia.

No mesmo dia em que testou positivo, o parlamentar tinha feito uma postagem nas redes sociais em que defendia o fim do uso das máscaras. “Vamos lutar pelo não uso de máscara quando tivermos com 70% de vacinados, ou já tiverem contraído a doença”, afirmou ele.

Em 13 de agosto, Tiarles Santos protocolou um projeto de lei contra as máscaras. “Ar quente dentro da máscara pode dificultar a respiração e desencadear crises respiratórias, como crises de asma”, disse ele, em seu projeto. “Se a máscara for muito apertada, pode desencadear ansiedade, alterando padrões respiratórios e causando desconforto”.