Publicidade
Câmara

Vídeos de delator dão fôlego à oposição

A divulgação dos vídeos da delação premiada do doleiro Lúcio Funaro e a operação de busca e apreensão ontem no gabinete e na residência do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) deram novo ânimo à oposição na Câmara para garantir o prosseguimento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.
Os oposicionistas dizem que os novos episódios podem ajudar a reverter votos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e a estratégia, a partir de agora, é explorar os acontecimentos com profundidade no colegiado, incluindo a exibição dos vídeos de Funaro durante a sessão de debates, prevista para começar hoje.
O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), disse contabilizar agora 36 votos pela rejeição da denúncia contra 28 votos pelo prosseguimento do processo (contando com a expulsão dos deputados do PSB que hoje integram a Comissão de Constituição e Justiça).

DESTAQUES DOS EDITORES