O dia em que Curitiba disse não ao golpe da lista fechada

26 março, 2017 às 20:30  |  por Fernando Tupan

Manifestação em Curitiba

Do César Weis

Curitiba se vestiu de verde e amarelo neste domingo para defender a Lava Jato e dizer não ao golpe da lista fechada. A cidade cerrou fileiras em defesa da Lava Jato e da tentativa de setores do Congresso de cassar o direito do eleitor de escolher seus candidatos. Junto com a cassação do direito de escolha viria a blindagem aos caciques políticos corruptos que seriam eleitos, mesmo sem votos. “O Brasil não aceita a tentativa de acabar com a Lava Jato e dar impunidade aos corruptos com a lista fechada”, diz a porta-voz do Mais Brasil Eu Acredito, Rafaela Pilagallo que prevê que o povo vai reagir a “qualquer tentativa de cassar seus direitos políticos e dar impunidade aos corruptos. A Lava Jato mudou o Brasil e é hoje um patrimônio de todos os brasileiros”.

Juízes políticos?

26 março, 2017 às 20:03  |  por Fernando Tupan

Roberto Romano

Alguém se candidata ao cargo de juiz. Para ganhar votos, distribui bolinhos, cupons de gasolina, pizzas para professores de escolas públicas, bebidas grátis para a patuleia. É assim que a campanha eleitoral de Thomas Spargo lhe fornece a toga em Nova York, no ano da graça de 1999. Eleito, Spargo cria elos com políticos que arrecadam estranhos fundos partidários. Sua esperteza lhe garante lugar elevado na judicatura, pois chega em 2001 à Suprema Corte do Estado. Ele sofre processo na Comissão de Conduta Judicial, mas não muda o comportamento.

Continuar lendo

Dilma jura inocência. E aponta o dedo para Lula

26 março, 2017 às 18:08  |  por Fernando Tupan

Ricardo Noblat

Embora diga que não sabia de nada, Dilma afirma que Lula não poderia ignorar o esquema de roubalheira na Petrobras De público, a presidente Dilma Rousseff jamais admitirá. Por respeito a Lula e para não ser apontada como ingrata. Se tal acontecesse, o PT não lhe daria sossego. Mas em conversas com auxiliares, e traindo sua aflição, Dilma admite que Lula é o grande culpado pelos dias infelizes que ela atravessa.

Continuar lendo

Conselhos de FH

26 março, 2017 às 16:00  |  por Fernando Tupan

Do Lauro Jardim

Lauro Jardim analisa, no O Globo, que o PSDB (e parte do empresariado) está alvoroçado com a possibilidade de João Doria ser o candidato do partido a presidente em 2018. Doria não fala do tema em público nem sob tortura. Mas teve uma longa conversa sobre Presidência da República com FH, no sábado, 18. Foi num encontro na casa de FH, a quem não via pessoalmente desde que foi eleito.

Continuar lendo

Se o PSDB for pego, tem de dizer Eu errei, diz Fernando Henrique Cardoso

26 março, 2017 às 14:17  |  por Fernando Tupan

Da IstoÉ

“Por todos os lados existem vacilações, traições e às vezes até desonestidade. Não obstante, não é assim que se faz política, é preciso evitar esse passionalismo. Se rompo com o PMDB, rompo com cem deputados… Cadê a governabilidade? Como se dá tranquilidade para que o país possa avançar? Este é o duro ofício de ser presidente da República sendo honesto, tendo projeto, tendo propósito, pensando o tempo todo só no bem do país e do povo: engolir sapos sem cessar e ainda, de repente, as pessoas pensarem que o sapo é você.”

Continuar lendo

Curitiba fortalece parceria com lideranças comunitárias, diz Eduardo Pimentel

26 março, 2017 às 13:54  |  por Fernando Tupan

Eduardo Pimentel

O vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, reafirmou neste sábado (25), durante encontro da Federação Comunitária das Associações de Moradores de Curitiba e Região Metropolitana (Femoclam), o compromisso da Prefeitura em fazer uma gestão baseada no diálogo e próxima das lideranças comunitárias da cidade. “As associações de bairro desempenham um papel fundamental em suas comunidades, são quem realmente conhecem os problemas de Curitiba. Por isso, quero ser uma ponte com o setor”, afirmou Pimentel.

Continuar lendo

Quem fala a verdade, Osmar Serraglio ou Roberto Requião?

26 março, 2017 às 12:45  |  por Fernando Tupan

Riberti Requião e Osmar Serraglio

O paranaense ainda está de cara das ações dos frigoríficos locais e ainda querendo entender, quem está falando a verdade, o senador Roberto Requião (PMDB) ou o ministro da Justiça, Osmar Serraglio? Requião diz ter sugerido um técnico para assumir o escritório regional do Ministério Público no Paraná. Serraglio, usando letras maiúsculas, afirma que o ex-governador apoiou a indicação. A senadora Kátia Abreu, ex-ministra da Agricultura disse que a bancada de senadores do PMDB apoiou a manutenção de Daniel Gonçalves Filho quando ela estava na pasta. Tudo indica que delações premiadas serão fechadas. Então poderemos saber se ocorreu desvio de conduta de um ou de outro. Ou até mesmo da ex-ministra.

Deficit da Previdência: só cobrança de dívida não resolve

26 março, 2017 às 12:00  |  por Fernando Tupan

Tony Volpon/ Gustavo Guimarães,

O natural, infelizmente, ao procuramos resolver um problema, é optar pela solução (que pareça) mais fácil ou de menor custo. Reconhecendo que temos um problema crônico de deficit previdenciário, que só tem piorado nos últimos anos, precisamos resolvê-lo. Para o tema, não faltam soluções fáceis. Uma delas, sugerida frequentemente, é cobrar das empresas e das pessoas as dívidas que têm com a Previdência. Não está em discussão aqui o mérito da cobrança de dívidas. Todos concordamos que é justo que devedores paguem o que devem e que onde todos pagam, todos pagam menos. Mas resolve?

Continuar lendo

Mais de 5,7 mil vagas são autorizadas para a Educação de Mato Grosso

26 março, 2017 às 09:00  |  por Fernando Tupan

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer do Mato Grosso (Seduc/MT) foi autorizada pelo governador do estado, Pedro Taques, a abrir novo concurso público. Serão oferecidas ao todo 5.728 vagas, sendo 3.324 delas destinadas para o cargo de professor da educação básica (com carga horária de 30 horas), 928 para técnico administrativo e 1.496 para apoio administrativo. As informações são do Correio Braziliense.

Continuar lendo

O Youssef da JBS

26 março, 2017 às 07:33  |  por Fernando Tupan

Da Denise Ruthenburg

A Operação Carne Fraca fez com que a Polícia Federal do Paraná colocasse novamente os holofotes sobre o doleiro Lúcio Bolonha Funaro, preso em Brasília desde o ano passado. Para muitos procuradores, policiais e até integrantes do setor agropecuário, Lúcio Funaro está para a JBS como Alberto Youssef esteve para as empresas enroscadas no Petrolão. Era Funaro quem fazia as intermediações de muitos negócios dos irmãos Wesley e Joesley Batista, donos do grupo, que também custeou a campanha de muitos parlamentares.

Caixa dois vip

26 março, 2017 às 06:00  |  por Fernando Tupan

Do Luiz Carlos Azedo

A revelação mais surpreendente do depoimento do empresário Marcelo Odebrecht ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), vazada ontem pelo site O Antagonista (só para contrariar o presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes) é de que a ex-presidente Dilma Rousseff exigiu que a empreiteira doasse recursos somente para a sua campanha, e não para o caixa do PT, num montante que teria chegado a R$ 150 milhões, nos quais R$ 50 milhões teriam sido diretamente pelo caixa dois, ou seja, não foram declarados à Justiça Eleitoral. A comprovação desse fato seria mais do que suficiente para a cassação de Dilma Rousseff, que rebate as afirmações.

Continuar lendo

CUT e a ilusão da greve geral

25 março, 2017 às 21:03  |  por Fernando Tupan

Lauro Jardim chama atenção, em sua coluna, no O Globo, que desde o impeachment de Dilma, movimentos sociais ligados ao PT fazem apelos por uma “greve geral”. O último foi feito anteontem pelo MST e pela CUT. Em nota, a central diz que os trabalhadores vão parar no dia 31 de março, em protesto contra a terceirização.

Continuar lendo

O outro lado da terceirização

25 março, 2017 às 18:00  |  por Fernando Tupan

Da Denise Rutenburg

Servidores públicos estão pra lá de desconfiados da proposta de terceirização aprovada pela Câmara. A avaliação de diversas categorias foi a de que o governo deu um chega pra lá nos concursos públicos (que custam dinheiro), abriu a porta da esperança à contratação de apadrinhados e, de quebra, um portal para essas admissões, sem desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal. Isso porque os gastos com os terceirizados muitas vezes não entram nas despesas com pessoal e sim, na prestação de serviços. Atos de protesto virão.

Previdência terá de administrar labirinto de regra

25 março, 2017 às 15:00  |  por Fernando Tupan

ALESSANDRA AZEVEDO

O anúncio de que os funcionários públicos estaduais e municipais serão excluídos da reforma da Previdência, feito na última quarta-feira pelo presidente Michel Temer, tirou o peso dos ombros de 111 mil servidores civis do Distrito Federal, pelo menos até que as regras específicas sejam criadas. Outros 20 mil, no entanto, continuam na reforma, por não serem estatutários — ou seja, são vinculados ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Nessa lista, estão funcionários temporários e celetistas, por exemplo. Entre os estatutários, na prática, apenas os civis da União serão afetados pelas futuras regras, caso a reforma seja aprovada pelo Congresso Nacional. Isso equivale a 852,9 mil dos 6,2 milhões de servidores públicos que têm regimes próprios de Previdência no Brasil. Os 363,9 mil militares da União e 5 milhões de servidores dos municípios e estados responderão a outras regras, que ainda não foram definidas.

Continuar lendo

Justiça aceita denúncia contra 36 por fraudes em bolsas da UFPR

25 março, 2017 às 13:30  |  por Fernando Tupan
O juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal no Paraná, aceitou nesta sexta-feira (24/3) a denúncia da Procuradoria da República contra 36 pessoas envolvidas no esquema de desvio de dinheiro de bolsas de pesquisa da Universidade Federal do Paraná (UFPR) revelados pela Operação Research, deflagrada em fevereiro. As informações são do Estado de São Paulo.